Buscar

Azia e queimação? Conheça 6 alimentos melhores que o omeprazol

Doutor Victor Sorrentino

Doutor Victor Sorrentino

Médico e Autor do livro "Segredos Para Uma Vida Longa"

2 dezembro 2020

Médico e Autor do livro "Segredos Para Uma Vida Longa"

Se você acompanha o meu trabalho nas redes sociais e também aqui na Jolivi, sabe que problemas digestivos são queixas recorrentes no consultório – e até fora dele.

Recebo diariamente dúvidas dos assinantes em relação a azia, refluxo, gastrite, entre outras. Muitos, inclusive, me confessam que fazem uso rotineiro de omeprazol, o que é espantoso.

Por qual motivo? Você também vai se assustar aos descobrir os riscos do uso indiscriminado desse remédio, algo que te conto algumas linhas abaixo.

 

Conteúdos relacionados

 

Os efeitos colaterais dos “prazois”

Em primeiro lugar, quando fazemos uso de medicamentos para inibir a liberação de ácido estomacal (os inibidores de bomba de próton, ou apenas “prazois”), prejudicamos o complexo e importante processo de digestão dos alimentos.

Em outras palavras, aqueles que fazem uso dos prazois, antiácidos e semelhantes podem ter dificuldade para assimilar os nutrientes oriundos dos alimentos.

E aí, todo o organismo pode sofrer com tais perdas.

Fora que o uso de medicamentos alopáticos para tratar problemas digestivos podem, em longo prazo, trazer consequências gravíssimas.

Em uma análise observacional da Universidade de Hong Kong e Universidade College London, na Inglaterra, 63.000 adultos foram divididos, analisados durante 12 anos e separados em dois grupos.

O primeiro tomou um medicamento da família “prazol”. O segundo, não.

Os resultados mostram que, após um ano de uso de um medicamento como omeprazol, pantoprazol ou lansoprazol, a probabilidade do paciente desenvolver câncer de estômago aumentou cinco vezes.

Vale lembrar que esses estudos são observacionais e nem sempre conseguem nos guiar de modo atribuir a culpa tão somente em um medicamento.

Entretanto, fica muito evidente, por meio da plausibilidade bioquímica, o motivo pelo qual esse problema pode correr.

Aqui, acho importante fazer uma ressalva: em momentos pontuais, após avaliação médica, o medicamento pode ser indicado, como quando a pessoa apresenta queimação ou dor ANTES de se alimentar.

Porque aí, sim, pode ser o caso de excesso de acidez no estômago. Mas isso, claro, só deve ser prescrito depois de uma mudança completa na estratégia alimentar, com redução de ultraprocessados.

O que pode causar a sensação de queimação no peito?

Outro detalhe importante: quando você sente a famosa queimação, saiba que isso é a consequência do alimento atravessando o seu trato digestivo de forma brusca.

Comer muito açúcar e farinha branca é um hábito que ajuda a alimentar as bactérias nocivas ao sistema gastrointestinal, que vão terminar por estressá-lo e causar, entre outros sintomas, a famosa azia.

Além de todos os alimentos que irritam as paredes estomacais, também existe o fator de temperatura do sistema digestivo.

gasrite cura natural

A baixa temperatura do estômago também é um dos motivos do refluxo

Se o alimento causa queimação, isso significa que o seu sistema estava frio.

Tal como a água em temperatura mais alta fica em maior atividade até atingir a ebulição, seu organismo também é mais ativo quando está com a temperatura mais alta.

Então, quando o alimento chega com uma temperatura mais alta que o organismo, pode causar a queimação.

E um caminho para normalizar as funções digestivas é justamente regularizar essa temperatura. Mas, esqueça o omeprazol: vamos falar agora dos alimentos termogênicos.

6 alimentos termogênicos para acabar com a queimação

Vamos voltar ao exemplo da água. Seu sistema digestivo, quando está frio, está adormecido. Mas, quando está aquecido, está em plena função, desde o momento que você sente o aroma do alimento.

Quando o organismo está preparado para receber o alimento, a queimação não acontece. Como, então, preparar o sistema digestivo para trabalhar a seu favor?

O consumo de alimentos termogênicos pode ser a resposta. Como o próprio nome fala, os termogênicos harmonizam a temperatura do organismo como um todo, incluindo o sistema digestivo.

Eles são bons para acelerar o metabolismo e também para elevar a temperatura do trato digestivo.

Alguns dos alimentos termogênicos mais indicados para isso são:

  • Gengibre;
  • Cardamomo;
  • Casca de tangerina em chá;
  • Canela da China;
  • Pimenta do reino; e
  • Raiz de Galanga.

Todos esses alimentos trazem benefícios para o trato digestivo ao combater a acidez estomacal, melhorar a absorção dos alimentos e combater as bactérias nocivas.

Aproveite para incluir esses itens na sua alimentação, não apenas em situações de mal estar estomacal.

Se este conteúdo te ajudou, comente e compartilhe com os seus amigos. Um forte abraço!

Doutor Victor Sorrentino

Doutor Victor Sorrentino

Médico e Autor do livro "Segredos Para Uma Vida Longa"

2 dezembro 2020

Médico e Autor do livro "Segredos Para Uma Vida Longa"