Buscar

4 plantas melhores que remédios

Daniel Forjaz

Daniel Forjaz

Biólogo e Especialista em Fitoterapia Clínica

25 fevereiro 2020

Daniel Forjaz é Biólogo tem se especializado em Fitoterapia Clínica. Trabalha com Plantas Medicinais há mais de 12 anos e tem cuidado de sua saúde e da saúde de sua família apenas utilizando o incrível poder das plantas.

Quantos remédios você toma todos os dias? Dois? Três? Quatro?

E se eu te dissesse que há uma alternativa mais segura, barata, livre de efeitos colaterais e 100% natural para tratar o seu problema de saúde?

No Saúde Zen de hoje, a Marizen fala sobre plantas que podem ser melhores que medicamentos que estão no mercado há muito tempo.

Portanto, se você quer romper com o ciclo de medicalização, continue lendo o artigo e descubra plantas melhores que aspirina, hidroclorotiazida, omeprazol…

Embaúba: um anti-hipertensivo natural

A embaúba (Cecropia sp.) é uma planta típica da flora da América do Sul e Central.

No Brasil, ela cresce espontaneamente em grandes cidades ou beiras de estrada, onde encontramos basicamente 3 espécies principais: Cecropia glaziovii, Cecropia achystachya Cecropia hololeuca.

As três podem ser usadas como tratamento anti-hipertensivo, onde usam-se suas folhas.

Um estudo realizado pela Escola Paulista de Medicina em ratos hipertensos mostrou que o extrato de embaúba fez efeito em apenas duas semanas. Ela ainda continuou fazendo efeito anti-hipertensivo por mais 60 dias, sem consequências maléficas.

Outras pesquisas demonstram que a embaúba controla a hipertensão interferindo na ação da adrenalina e da angiostensina, além de ter uma ação diurética.

A hidrolorotiazida, por exemplo, componente presente em muitos medicamentos para controlar a pressão, pode causar o câncer de pele, como já alertou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

ue tantas drogas estavam ferindo meu estômago e levando um quadro de gastrite.

[Vazou] O Ranking dos 7 Remédios Mais Letais

Tivemos acesso a um ranking que desmascara os 7 remédios mais perigosos que ameaçam a sua saúde. A chance de você ter pelo menos 4 deles na sua gaveta HOJE é muito grande. Saiba de tudo agora.

Espinheira santa é melhor que omeprazol

Uma análise observacional da Universidade de Hong Kong e Universidade College London, na Inglaterra, 63.000 adultos foram divididos, analisados durante 12 anos e separados em dois grupos. O primeiro tomou um medicamento da família “prazol”. O segundo, não.

Os resultados mostram que, após um ano de uso de um medicamento como Omeprazol, Pantoprazol ou Lansoprazol, a probabilidade do paciente desenvolver câncer de estômago aumentou cinco vezes.

Já depois de três ou mais anos de uso contínuo, o risco amplia para oito vezes.

E é aí que entra a espinheira santa.

Os pesquisadores notaram que a erva aumenta o suco gástrico, sem alterar o pH, induzindo o fechamento da válvula e diminuindo o refluxo naturalmente.

Além disso, a planta tem ação regulatória: se o seu problema é falta de ácido clorídrico, ela ajuda para aumentar a produção. Se é excesso, ela diminui.

Outra vantagem da espinheira santa é que, não raro, as pessoas que sofrem de refluxo também relatam ter queimação estomacal e gastrite.

E aí vem o duplo benefício da erva: a mesma pesquisa constatou que a planta age equilibrando a válvula cárdia e curando as feridas gástricas, chamadas de úlceras. Tudo isso em uma tacada só.

Uma senhora sentada no sofá com mão no peito por causa do refluxo

A espinheira santa é uma planta que age melhor que omeprazol para refluxo

Erva baleeira cura todas as “ites”

Uma pesquisa recente mostrou que o Ibuprofeno, por exemplo, um dos anti-inflamatórios mais populares, aumenta em 31% o risco de parada cardíaca.

O poder da planta está em seus compostos fitoquímicos. A erva baleeira é rica em ácidos ursólicos e oleanóicos que têm uma potente atividade anti-inflamatória e analgésica.

A planta também tem poder de proteger o estômago, o fígado e os rins.

Canela de velho alivia todas as dores

Estudos fitoquímicos demonstraram que a canela de velho também é rica em ácido ursólico e oleanóico e tem uma potente atividade anti-inflamatória e analgésica.

Um estudo realizado pela Universidade de Franca constatou que o ácido ursólico da canela de velho teve um efeito semelhante ao ácido acetilsalicílico, a famosa aspirina.

Isso mesmo que você acabou de ler!

A diferença é que o ácido acetilsalicílico tem como possível efeitos colaterais: distúrbios do sistema nervoso central, erosão dentária, hemorragia, úlceras, entre outros riscos.

Já a planta tem, além do poder anti-inflamatório e analgésico, efeito protetor do estômago, do fígado e dos rins.

Imagine ter de volta a mobilidade, a capacidade de subir escadas, de dirigir, de trabalhar, de fazer exercícios e se divertir.

Essa planta pode fazer isso. Uma dor que antes era incapacitante, hoje pode ser completamente controlada.

Estão escondendo ESTES remédios…

Atenção: estão mantendo sob sigilo ESTES remédios naturais de você.

Isso porque eles são mais seguros, econômicos e eficazes que drogas para combater doenças como Pressão Alta… Diabetes… Depressão… Artrose….

O Dr. Victor Sorrentino revelou TODOS neste vídeo (assista aqui).

Daniel Forjaz

Daniel Forjaz

Biólogo e Especialista em Fitoterapia Clínica

25 fevereiro 2020

Daniel Forjaz é Biólogo tem se especializado em Fitoterapia Clínica. Trabalha com Plantas Medicinais há mais de 12 anos e tem cuidado de sua saúde e da saúde de sua família apenas utilizando o incrível poder das plantas.