Receba nossos conteúdos gratuitos em saúde natural:

* Não vamos distribuir seu e-mail

Tratamento da diabetes: saiba como reverter o diabetes tipo 2

Maior Menor

Você está com excesso de peso, não consegue largar os doces, faz uma alimentação errada, repleta de carboidratos e industrializados e está sem tempo para exercícios físicos?

Se respondeu sim para algumas das condições citadas, você pode estar no alvo do diabetes tipo 2, doença já devidamente instalada em 12 milhões de brasileiros e que é companheira fiel de outras doenças, como infarto e acidente vascular cerebral, mais conhecido como AVC.

Uma das grandes mentiras sobre o diabetes tipo 2 é que ele é irreversível ou incontrolável.

Por isso, disseminar que não existe tratamento da diabetes de forma natural e nem cura, é sentenciar que o número crescente ou nenhuma interferência no controle da doença.

Os levantamentos do governo afirmam que o número de brasileiros com diabetes cresceu 61,8% em 10 anos.

De fato, é preciso mudar de hábitos para realizar o tratamento da diabetes de forma adequada.

De acordo com o levantamento realizado pelo Ministério da Saúde, 52,5% dos brasileiros possuem excesso de peso e, 80% destes, são sedentários.

É possível realizar o tratamento da diabetes de forma natural, contrariando todas as recomendações oficiais de modo a zerar o diabetes tipo 2, sem drogas, sem cirurgias e sem aplicações artificiais de insulina, na maioria dos casos.

Em meus 33 anos de profissão, já atendi mais de 20 mil pessoas. Sete em cada dez já chegavam ou completamente diabéticos ou com o primeiro passo em direção à doença já dado (em uma condição chamada de resistência à insulina).

Por isso, confira algumas dicas que auxiliam no tratamento da diabetes, podendo reverter seu quadro de diabetes tipo 2 e adotando uma vida mais saudável!

Peso e diabetes tipo 2

Balança para a pessoa se pesar e medir seus quilos para tratar o diabetes tipo 2

Perder peso é uma estratégia essencial para o tratamento da diabetes tipo 2

Eliminar os quilos extras deve ser o primeiro objetivo para o tratamento de todas as pessoas que possuem essa doença.

obesidade promove alterações cerebrais e metabólicas que resultam no diabetes tipo 2.

A principal dessas alterações é que o pâncreas das pessoas que consomem muito açúcares, gorduras e alimentos industrializados, fica exausto e precário.

A exaustão do pâncreas é explicada pelos médicos endocrinologistas: quanto mais carboidrato você come, mais glicose seu corpo produz.

Sabe-se que para sair da corrente e chegar às células, a glicose precisa de insulina, produzida no pâncreas. Nos obesos, a insulina tem muito mais dificuldade para cumprir sua função, e muito mais trabalho. Por isso, o órgão excretor precisa que “trabalhar” muito mais.

Perder peso é um alívio direto para o pâncreas e uma possibilidade de tratamento da diabetes.

Consuma Gorduras do Bem para o Tratamento da Diabetes

Abacate, castanhas, nozes, azeite, ovo e salmão em cima de uma mesa. Ótimos alimentos para o tratamento do diabetes tipo 2.

Alimentos gordurosos são ótimos aliados para o tratamento da diabetes

Controlar a ingestão de carboidratos é essencial para o controle do açúcar no sangue!

Os estudos recentes mostram que a diminuição da ingestão de carboidratos e o aumento da ingestão de gorduras contribui significativamente na diminuição da insulina, não sobrecarregando o pâncreas.

Usar as gorduras boas, com exceção da gordura trans, precisa ser uma estratégia calculada para não privar o corpo de energia.

Alimentos ricos em gorduras são uma necessidade para quem quer emagrecer sem ter que passar fome. E isso é essencial para o tratamento da diabetes!

Alimentos como: abacate, nozes, avelãs, castanhas, chocolate amargo, salmão e carnes são os mais indicados para tratar o diabetes tipo 2 de forma natural por meio da alimentação.

Por que é preciso escolher bem os alimentos?

Primeiro, vale explicar, quem são as potenciais pessoas que possuem diabetes tipo 2. O diabetes tipo 1 é associado a um problema autoimune em que o corpo possui, naturalmente, dificuldade em metabolizar açúcar.

Em contrapartida, o diabetes tipo 2 está intimamente ligado aos péssimos hábitos de vida.

Um organismo frequentemente bombardeado pela alimentação rica em carboidratos (arroz, pães, massas), açúcar refinado, fast food produtos industrializados, é um organismo cheio de glicose, potencialmente diabético.

Para sair da corrente sanguínea e chegar às células, a glicose precisa da insulina, um hormônio produzido no pâncreas. Cada refeição repleta de carboidratos e de açúcares significa carga extra de serviço para o pâncreas. O órgão, então, fica exausto e começa a falhar na produção de insulina, resultando no início do diabetes tipo 2.

Além disso, em organismos já com excesso de peso, a insulina também possui mais dificuldade para transportar a glicose, devido ao estado de “inflamação” gerado pelos quilos a mais, estocando a energia em forma de gordura.

Salada com folhas, tomate e salmão, ótima refeição para realizar no dia a dia, se tornando um aliado para reverter o diabetes tipo 2.

A salada pode ser uma refeição completa! É só ingerir diferentes folhas, frutas e proteínas, como o salmão. Fazendo uma alimentação saudável você, com certeza, conseguirá reverter o diabetes tipo 2.

E o que você precisa para sair deste ciclo vicioso?

Você precisa escolher alimentos que “dão férias” para o pâncreas, tomar muita água para que o rim trabalhe mais e em boas condições para excretar toxinas, além de fazer exercícios físicos para ajudar o corpo a queimar este estoque de glicose extra que foi armazenado em forma de gordura.

Por tal motivo, escolher alimentos saudáveis e nutritivos é estratégia essencial para o tratamento da diabetes de forma natural. 

Por que, então, não adotamos estes hábitos como os primeiros passos para começar a vencer o diabetes?

Invista na Flora Intestinal

Segundo pesquisas recentes, o diabetes tipo 2 é uma das principais doenças ligadas ao desequilíbrio de bactérias no organismo.

Algumas dessas bactérias produzam hormônios e bioquímicos necessários para controlar a doença metabólica.

Por tal motivo, o estoque de bactérias boas precisa ser reabastecido. Os probióticos, encontrados nos alimentos e suplementos, são exemplos para ajudar no controle da doença.

Leite fermentado e Kefir (alimento probiótico extraído da fermentação do leite) são algumas fontes naturais de probióticos que auxiliam no tratamento da diabetes.

Um estudo publicado na Revista Diabetologia mostrou também o efeito protetor do iogurte para a doença e um dos motivos é a presença dos probióticos nestes alimentos.

Oito dicas para o tratamento da diabetes tipo 2 por meio da alimentação

Pessoa com o aparelho de diabetes tipo 2, que mede a taxa de açúcar no sangue

Controlar a diabetes tipo 2 por meio da alimentação é uma ótima estratégia!

Para ajudar a fazer escolhas alimentares que aliviam a função do pâncreas e ainda auxiliam no fornecimento de energia para começar os exercícios, listei 8 ações que são verdadeiros caminhos para o tratamento da diabetes de forma natural.

Elas são aplicáveis à rotina de quem precisa almoçar ou jantar fora de casa, priorizando alimentos in natura, acelerando o metabolismo e são compostas por produtos que dão energia.

Vamos então aos caminhos:

1) Atenção: com fome, ninguém aprende a comer direito. Faça o planejamento de suas refeições quando estiver saciado, tais como: lista de mercado, lanches intermediários entre as refeições, frutas que irá consumir ao longo do dia, entre outros.

2) Aposte na batata doce ou abóbora assada. Estes dois alimentos fornecem energia por mais tempo ao corpo, têm mais fibras e exigem menos insulina.

3) Coloque em vários saquinhos um mix de frutas secas com oleaginosas (damasco, ameixa, maçã, castanhas, sementes de girassol) e espalhe na bolsa, no ambiente de trabalho e em casa. Substitua as barras de cereais e bolachinhas por este mix. As barrinhas e bolachas são dois vilões mascarados que se apresentam como “mocinhos da saúde”.

4) Sempre acrescente fibras às refeições. Leve um potinho com chia, linhça, quinoa, aveia ou amaranto e salpique as refeições feitas fora de casa. Esta técnica pode ser usada após fazer o prato no restaurante por quilo, por exemplo.

5) Não adianta só falar que faz. Beba, realmente, oito copos de 200 ml de água ao longo do dia, mas não ao mesmo tempo em que faz as refeições.

6) Inclua proteínas (carne, queijo magro, ovo, amaranto) em todas as refeições, inclusive no café da manhã.

7) Aposte no abacate, fruta considerada um superalimento. Além de ampliar a saciedade, ter gordura do bem e dar energia, ele demora para ser absorvido pelo corpo e protege o organismo. Uma excelente forma de começar o dia ou intercalar entre o almoço e o jantar.

8) Consuma realmente alimentos integrais. Reduza o consumo de glúten e lactose, os grandes vilões da inflamação). Na hora de comprar um pão, por exemplo, atente-se ao rótulo.

O primeiro componente descrito nas miúdas revela se o produto não é uma enganação. Muitos aparecem como integrais, mas são compostos majoritariamente por “farinha de trigo enriquecida”. Não caia nesta cilada!

Gostou das dicas de como reverter o diabetes tipo 2 de forma natural, equilibrada e saudável? Comente e compartilhe com os seus amigos!

Leitura recomendada:

[Livro Gratuito] Os 73 Segredos da Cura Sem Remédios

As soluções naturais mais efetivas para pressão alta, diabetes, dores nas articulações, impotência e outros problemas de saúde foram reunidas na mais nova publicação da Jolivi: “O Grande Livro da Saúde Natural – Os 73 Segredos da Cura Sem Remédios“.

Saiba como receber seu exemplar gratuito e tenha para sempre a verdadeira bíblia da saúde natural para consultar quando quiser.