Buscar

QUER TER ACESSO GRATUITO E VITALÍCIO À BIBLIOTECA DA SAÚDE NATURAL?

* Não vamos distribuir seu e-mail

Tireoide: conheça os alimentos que prejudicam

Maior Menor
Dr. Wilson Rondó

Especialista: Dr. Wilson Rondó

Médico Cirurgião Vascular e Nutrólogo

CRM: CRM 47078/SP

13 dezembro 2019

Dr. Wilson Rondó é médico formado em cirurgia vascular e especialista em nutrologia. Em seus 33 anos de profissão, já atendeu 20 mil pessoas. Percorreu diversos países pioneiros na visão integrativa do paciente, como França, Alemanha e Estados Unidos, em busca de respostas para o diabetes e a obesidade.

Você sabe como anda a sua tireoide? Se você sente cansaço, exaustão, dificuldade em perder peso, pelo seca, perda de cabelo e constipação, estes podem ser sinais claros de hipotireoidismo.

A doença da tireoide é um dos problemas de saúde mais comuns que enfrentamos hoje, cerca de 40% das pessoas são acometidas por isso.

Os hormônios tireoidianos são usados por cada célula do seu organismo para regular o metabolismo e o peso corporal, controlando a queima de gordura, e geração de energia e calor.

Hoje, neste espaço, quero apresentar a você três inimigos que causam estragos na sua tireoide e que ninguém te contou antes (até agora).

Tratar os sintomas de forma individual é o mais frequente, mas o quadro geral do problema muitas vezes passa desapercebido. Precisamos enxergá-lo de modo mais amplo, compreendendo a importância da influência dos agressores ambientais que atingem a tireoide frequentemente.

Portanto, o caso de pacientes com problemas de tireoide, deve-se pensar de uma forma mais ampla do que só tratar seus sintomas com medicações hormonais sintéticas.

Por isso, é necessário que você saiba três inimigos da sua tireoide (e consequentemente do seu emagrecimento).

Os alimentos que prejudicam a tireoide

Inimigo #1: Glúten

A sensibilidade ao glúten é algo muito frequente e que pode ser o causador de disfunção da tireoide, por respostas autoimunes.

Cerca de 30% das pessoas com tireoidite de Hashimoto têm uma reação autoimune ao glúten, o que é muitas vezes desvalorizado.

Inimigo #2: Soja

Infelizmente, a soja não é um alimento tão saudável como se imaginava e já existem milhares de estudos científicos vinculam ela ao comprometimento da tireoide.

Seus fitoestrogênios são potentes agentes anti-tireoidianos que causam hipotireoidismo e até câncer de tireoide.

Portanto, os produtos de soja não fermentados como carne de soja, leite de soja, queijo de soja, não são aconselháveis.

Se você tiver acesso aos alimentos não processados, orgânicos e fermentados como nattô, missô e tempeh, são altamente recomendados por ajudar a compor uma dieta mais saudável.

Inimigo #3: Deficiência de Iodo

Você pode ter sido diagnosticado com hipotireoidismo pela falta de um simples mineral em sua dieta: o iodo.

No passado, a recomendação era usar com sal iodado na mesa para evitar essa deficiência.

Porém, desde a década de 1970, a orientação mudou, aconselhando-se a todos para evitar o sal. Só que, ao cortar o sal, a maioria das pessoas eliminou sua única fonte do mineral.

Um grande estudo internacional diz que mais de 13 milhões de pessoas que têm essa deficiência não são diagnosticadas na América.

O iodo é fundamental, pois:

  • Baixos níveis de iodo estão ligados à obesidade, transtornos psiquiátricos, fibromialgia e uma variedade de cânceres.
  • Também pode desencadear arritmias cardíacas, osteoporose e perda de massa muscular.

Sabendo da importância desse elemento para a sua saúde, quero falar com você sobre como repor o iodo e apresentar uma solução natural que pode ajudar naturalmente a sua tireoide.

De fato, o sal de mesa não é altamente recomendável. A maneira mais segura de obter o iodo é usando sal marinho iodado não refinado para temperar os alimentos.

Em vez disso, o melhor modo de absorver o iodo é através da sua alimentação, especialmente com: algas marinhas, salmão, bacalhau, lagosta, vieiras, iogurte e cranberries.

Se você já ouviu falar sobre a suplementação de iodo, tenho um recado: procure consumir na forma de iodeto que é o que sua tireoide usa. Neste caso, é muito importante que você converse com o seu médico, pois é uma estratégia que precisa ser bem monitorada e não deve ser feito indiscriminadamente.

Quero apresentar-lhe ainda uma solução natural  para recuperar a sua tireoide.

Os alimentos que beneficiam a tireoide

Solução #1: Vitamina C

A vitamina C tem ação antioxidante importante para a glândula da tireoide, pois além de ajudá-la na desintoxicação, aumenta a fixação do iodo.

Alimentos que são ricos em vitamina, como kiwi, morango, laranja, tomate, brócolis, pimentão e entre outros

Os alimentos ricos em vitamina C são muito importantes para manter a saúde da tireoide

Entre as fontes alimentares de vitamina C, são:

  • Camu Camu (2.700 mg por 100 gramas) – 60 vezes mais vitamina C do que uma laranja
  • Pimentões vermelhos e verdes (242 mg por 100 gramas)
  • Goiaba (228 mg por 100 gramas).
  • Laranjas e morangos (60 mg por 100 gramas)

Se você optar pela suplementação, aconselho que você suplemente entre 4 a 8 g por dia. Em condições de doenças como o câncer, dobre essas dosagens. Isso gera um ganho de energia e disposição extra.

Solução #2: Selênio

Sua deficiência é mais crítica para sua tireoide do que a deficiência de iodo.

Consuma ao menos 2 castanhas do Pará ao dia ou use um suplemento de 200 mcg de selênio diariamente, pois é o que os estudos sugerem.

Adote essas recomendações, fale com o seu médico e volte para me contar os resultados.

Decretado: o fim do refluxo


Quer dar um FIM ao refluxo de uma vez por todas?A Dra. Denise de Carvalho revela neste vídeo uma nova forma natural para apagar a queimação no peito, azia e até gastrite. Clique aqui para assistir.

Referências bibliográficas:

  • Journal of Medicinal Food, April 2005;8(1):27-30
  • AntennaIndia.org Spirulina
  • Lancet, March 28,1998;351:923-924
  • Br Med J, February 14, 1976;1:372-375.
  • American Journal of Public Health, April 1993;83(4):494-495
  • American Journal of Clinical Nutrition Supplement, 1993;57:276S-9S. þ 1993
  • ACTA Endocrinologica, 1993;128:202-6.
  • Postgraduate Medicine, July 1993;94(1):95-107.
  • Angiology, 2003;54(5):569-576
  • Netherlands Journal of Medicine, 1995;46:197-204.
  • Clinics in Geriatric Medicine, May 1995;11(2):231-238.
  • Mary Shomon, “Thyroid Disease 101,” June 19, 2006
  • Curr Genomics. 2011 August
  • Ann NY Acad Sci. 1975 September 30
  • Oncotarget. 2017 March 28
  • Nature. 28 September 2017
  • Livro Prevenção: A Medicina do Século XXI. Editora Gaia
Dr. Wilson Rondó

Especialista: Dr. Wilson Rondó

Médico Cirurgião Vascular e Nutrólogo

CRM: CRM 47078/SP

13 dezembro 2019

Dr. Wilson Rondó é médico formado em cirurgia vascular e especialista em nutrologia. Em seus 33 anos de profissão, já atendeu 20 mil pessoas. Percorreu diversos países pioneiros na visão integrativa do paciente, como França, Alemanha e Estados Unidos, em busca de respostas para o diabetes e a obesidade.