Hábito alimentar não é punição

Maior Menor

Mudar um hábito não é fácil. Mudar um hábito alimentar é ainda mais difícil.

Quando você se propõe a compor suas refeições por opções mais naturais, seguras e saudáveis, vai enfrentar, primeiramente, você mesmo.

Vai dar vontade de não comer salada no jantar ou de tomar refrigerante no almoço.

Resta a você, então, saber quando dizer sim a tudo isso.

Porque mudar o hábito alimentar, ou seja,  o que você come no seu todo dia, é mudar a sua base, mexendo não só com a questão de escolher ingredientes diferentes. Mexe também com o seu lado emocional e com as lembranças que aquele tipo de refeição trazem.

Você cria uma nova realidade. Introduz um novo conceito de normalidade na sua vida.

E todos estes significados vão incomodar, até mesmo, aquelas pessoas próximas.

Elas não compreendem que toda essa (r)evolução não tem caráter punitivo só porque você não vai mais comer aquela bolacha recheada no fim do expediente. Toda essa revolução almeja te dar mais saúde e, possivelmente, mais dias vividos com qualidade. A ficha da boa alimentação ainda não caiu para quem está bastante confortável acreditando naquilo que a indústria alimentícia diz.

E também, para quem acha que o que comemos, hoje, é o normal porque não existem opções.

Incomodando os poderosos

Pois é, decidir encontrar na alimentação as respostas para perguntas que a medicina tradicional não estava atendendo ou mesmo se convencer de que refeições mais naturais serão importantes para a manutenção da sua saúde incomoda muita gente.

Mas afeta, em especial, “bolsos poderosos”

Na “Era do Conhecimento”, leitor, você não precisa colocar toda a sua fé nas informações que vêm das mídias tradicionais. Inclusive, a Jolivi, é um dos grandes exemplos, que existe sim uma fonte segura e confiável para você, por exemplo, a mudar seu hábito alimentar.

Com isso, cada vez mais pessoas se juntam a esse time da saúde verdadeira, consumindo mais alimentos naturais e, principalmente, passando à frente essas informações.

A indústria, por sua vez, se incomoda. E mexe seus pauzinhos para tentar convencer a população a continuar seguindo seus desmandos. Tanto que, em uma novela, o personal trainer Marcio Atalla apareceu em uma cena, numa padaria, defendendo o glúten incondicionalmente, sem ao menos citar a doença celíaca.

O Agro é pop

Pois é, o que estão fazendo com o glúten e com o leite e seus derivados, agora, guarda certa semelhança como as primeiras iniciativas de quando o cerco ao cigarro foi lançado. Você incentiva as pessoas a acreditarem que o acesso à informação é um cerco à liberdade. Afirma que estão tentando te privar do direito de escolha.

Assim, transforma tudo em terrorismo.

E, no final, ainda te convidam para o “mundo de Marlboro”. Lembra? Aquele cowboy parecia ter uma vida linda, livre, sem problemas.

A Coca-Cola também fez isso. Associou à bebida ao Natal, à celebração, ao estilo livre, com jingles dançantes. Vendo só o reclame, dá vontade de fazer parte da turma, não é?

Agora é vez da agricultura.

Do pão sem culpa, da massa, do copo com leite.

Ninguém fala do glúten em excesso, colocado em tudo, no café de cápsula até no molho de tomate. E dos aditivos químicos no leite, também em silêncio.

Nosso compromisso com você e seu novo hábito alimentar

Também por isso, na edição 06 do Remédio Natural, a Drª Denise Carreiro, sua nutricionista e consultora, destrinchou de forma brilhante uma pergunta que ela escuta todos os dias em seu consultório quando a mudança é proposta:

“Mas, doutora, eu vou comer o quê?

É simplista pensar que a única resposta é que você vai comer comida. Isso é obvio. Mas, fomos bastante além.

Ao assinar o Remédio Natural, você terá em mãos um guia da alimentação segura e saudável, contendo:

– uma videoaula com a consultora e nutricionista Drª Denise;

– um relatório sobre todos os “sim da alimentação”, que vai te explicar por que a sua alimentação determina o estado de sua saúde, como melhorar suas escolhas, o que fazer para substituir os temperos industrializados por soluções ainda mais benéficas, quando comprar a sua fruta preferida e fugir dos agrotóxicos;

– duas receitas em vídeo.

– uma aula online e ao vivo com a Drª Denise Carreiro.

Se você está precisando repensar a forma com que encara a sua alimentação e a sua saúde, o Remédio Natural vai te ajudar a começar este novo capítulo da sua vida.

QUERO ASSINAR O REMÉDIO NATURAL

Insira seu e-mail e receba nossos conteúdos gratuitos sobre saúde natural: