Sua Saúde

As razões que fazem da romã a representante

das minhas escolhas como médico

 

Olá leitor e participante da lista exclusiva!

Fico realmente muito lisonjeado de ver você por aqui, no meio do feriado prolongado e em busca de novas oportunidades de gerenciar a sua saúde.

Só posso agradecer e simultaneamente te dar parabéns.

Bom, já estamos em nosso terceiro dia de programação exclusiva e chegamos até aqui depois de:

Te apresentar as razões que fazem o seu coração de inocente a assassino

Mostrar que o marco dos 40 anos deveria ser o início da “ladeira acima” e não para baixo

Tudo isso faz com que o assunto de hoje, invariavelmente, passe por uma reflexão sobre a minha própria história.

Vez ou outra, sou impulsionado a refletir sobre as razões das minhas escolhas.

Sim, decidi trilhar o caminho da saúde natural e da medicina integrativa, aquele que me liberta de não repetir “as verdades” financiadas pela indústria farmacêutica.

Sou um médico que, portanto, não prioriza o remédio.

Também não sou doutrinado pela indústria alimentícia, pelos seus lançamentos e pelo seu marketing de vendas.

Esta independência é ótima, permite que eu tenha uma relação de verdade com quem me cerca.

Mas é inegável que há um preço.

Sou diariamente questionado pelos meus pacientes, convidado a me explicar pelos meus pares e não raro taxado de “místico e até charlatão” por quem só acha que me conhece.

É curioso testemunhar e vivenciar tudo isso na pele.

Ainda mais quando não vejo a mídia tradicional ser cobrada, em mesma proporção, ao apresentar novos remédios e técnicas químicas como “milagres e soluções definitivas” para problemas de saúde cruéis como diabetes, câncer e disfunção erétil.

Enfim. ..

Uns chamam tal conduta de teimosia, outros de tiro no pé.

Eu só consigo pensar que não saberia fazer diferente.

O fato é que alguns dias são mais difíceis do que outros.

E nestes momentos de maior dificuldade, sempre surge a romã (sim, a fruta avermelhada) como símbolo das minhas escolhas médicas.

Eu explico.

Já dividi com quem está nesta lista exclusiva que tenho 3 décadas de experiência em atendimento clínico.

Sou acupunturista e pós-graduado em envelhecimento saudável.

Em decorrência desta especialização, de forma cruel e dolorosa, passei a receber um número crescente de chefes de família em profundo sofrimento, vítimas da própria piada, com a vida sexual arruinada.

Todos, invariavelmente, chegavam até mim reféns de medicamentos que só atacam a causa e não a razão da falta de vigor e da libido.

Foi em nome destes homens – e também querendo fazer um tipo de medicina que me favorecesse, caso um dia eu precisasse – que eu passei a investigar um método diferente de acolher aqueles com 40, 50, 60 anos.

E foi em meio a pesquisa sobre tantos lançamentos da indústria farmacêutica, todos partilhados com entusiasmo nos congressos médicos mundo a fora, que eu encontrei razões suficientes para defender a boa e velha romã.

Veja só.

O consumo de 200 ml do suco natural desta fruta por dia já foi comprovado como eficiente para melhorar a oxigenação, ampliar o calibre dos vasos sanguíneos, aumentar a potencia e a capacidade de ereção dos usuários.

Os ensaios clínicos também já indicam que 4 semanas de utilização da bebida é suficiente para elevar os níveis de testosterona dos usuários.

Tudo isso com nenhum efeito colateral relatado.

Ok.

Agora olhe pare e olhe para os seus amigos.

Quantos são usuários contumazes das “azuizinhas e comprimidos sintéticos” para “acordar” os países baixos?

E quantos deles já falaram com você sobre a efetividade da romã para este fim?

Agora, pense novamente.

Os remédios que dão lucro para a indústria da doença entram facilmente na rotina das pessoas.

Já os alimentos poderosos – e cientificamente comprovados – permanecem taxados de invenção ou coisa de charlatão.

Eu sei e você também sabe.

Óbvio que somente um suco de fruta não seria suficiente para resolver 100% dos casos de homens que sofrem com um problema tão complexo como a disfunção sexual que – diga-se de passagem – acomete metade da população masculina.

Mas além de aconselhar que você experimente e leve esta recomendação para o médico que te acompanha, eu preciso dizer que a saúde natural e a fitoterapia oferecem muitos e muitos caminhos.

São possibilidades incríveis para quem quer parar o relógio biológico na idade produtiva, que traz satisfação na vida amorosa e profissional.

É por isso que eu permaneço neste caminho. E é em nome disso que eu continuo estudando e desenhando o meu projeto de cuidado para tornar meus pacientes Homens de Ferro.

Vou falar muito mais sobre isso para quem aceitar permanecer comigo. Acredito que já chegamos em um momento em que posso revelar mais sobre o Homem de Ferro.

E antes de ir, deixo aqui mais um vídeo especial.

Aqui falo um pouco mais sobre algo que tem tirado o sono dos homens.

E diretamente contribuído para um envelhecimento sem qualidade.

Ah! Não esqueça de voltar aqui amanhã.

Vou falar sobre um medicamento que você provavelmente faz uso e que “rouba” as suas memórias.

Também vou compartilhar informações sobre um hormônio que deixa seu cérebro tinindo!

Até lá!

Para aqueles que preferirem, transcrevi o conteúdo do vídeo acima:

Estamos juntos novamente e a afirmação que farei a seguir é de extrema importância:

Cerca de 30 a 35% da população sofre de insônia ou algum outro distúrbio do sono.

Antes que você se assuste com a porcentagem que citei, saiba que, com a idade, a qualidade do sono realmente tende a piorar.

Ou seja, você não está fazendo nada de errado. O problema, entre outros, é a diminuição de melatonina – hormônio produzido pelo cérebro.

É por esse motivo que muitas vezes você já acorda cansado ou tem a impressão de que não dormiu durante a noite assim que abre os olhos pela manhã.

Isso é péssimo, não é mesmo?

Além de levar a outros fatores como depressão, irritabilidade, diminuição da libido e ansiedade, a falta de sono pode piorar ainda mais com o tempo levando a doenças crônicas.

Se você se inclui nesse grupo, saiba que é possível adotar uma série de práticas simples para que você volte a ter noites tranquilas e revigorantes.

Dormir bem requer uma série de fatores, na maioria multidisciplinar.

Sabendo dosar cada método preventivo, tenha certeza de que seus benefícios, com o tempo, se estenderão para além do seu sono.

Não perca mais tempo, ou melhor, não perca mais noites em claro.

Até nosso próximo encontro.