Buscar

Remédio natural para dor: 5 plantas anti-inflamatórias

Raiz e pó de cúrcuma, um dos remédios naturais para a dor
Maior Menor
Dr. Wilson Rondó

Especialista: Dr. Wilson Rondó

Médico Cirurgião Vascular e Nutrólogo

CRM: CRM 47078/SP

19 março 2020

Dr. Wilson Rondó é médico formado em cirurgia vascular e especialista em nutrologia. Em seus 33 anos de profissão, já atendeu 20 mil pessoas. Percorreu diversos países pioneiros na visão integrativa do paciente, como França, Alemanha e Estados Unidos, em busca de respostas para o diabetes e a obesidade.

Você busca um remédio natural para dor que acompanha o seu envelhecimento e que te impede de fazer coisas do dia a dia?

Meus pacientes são bem conscientes sobre a epidemia do uso de analgésicos e seus efeitos colaterais e buscam por soluções naturais para tratar as sensações dolorosas.

Eles sabem que os anti-inflamatórios não esteroides aumentam o risco de ataque cardíaco e derrame em apenas uma semana de uso consistente. E quanto mais você usa, mais seu risco aumenta.

Os efeitos colaterais dos medicamentos anti-inflamatórios

Mesmo a aspirina de baixa dosagem é tóxica quando administrada com muita frequência: o seu uso regular, segundo as pesquisas, aumenta o risco de sangramento, úlceras, perda auditiva, além de falência renal e hepática.

E, veja, o próprio FDA (Food and Drug Administration), órgão regulador de medicamentos e alimentos nos Estados Unidos parou de recomendar que todos tomem uma dose baixa de aspirina diariamente, porque já entendeu que os riscos superam qualquer benefício.

O acetaminofeno ou Tylenol é comercializado como o medicamento mais seguro do mundo, mas os estudos recentes descobriram que ele pode aumentar a pressão arterial, dobrar o risco de certos tipos de câncer, levar à osteoporose e causar danos ao fígado.

Na maioria das vezes, as pessoas não reconhecem os sinais de danos ao fígado provocados pelo acetaminofen porque eles demoram a aparecer ou os sintomas são confundidos com a gripe, por exemplo.

Pode se manifestar como perda de apetite, náusea e vômito. Sintomas mais graves são dor abdominal, convulsões, diarreia, irritabilidade, icterícia e coma. Danos no fígado podem se transformar em insuficiência hepática em apenas um dia.

[Vazou] O Ranking dos 7 Remédios Mais Letais

Tivemos acesso a um ranking que desmascara os 7 remédios mais perigosos que ameaçam a sua saúde. A chance de você ter pelo menos 4 deles na sua gaveta HOJE é muito grande. Saiba de tudo agora.

As plantas anti-inflamatórias que diminuem a dor

O que não te contam por aí também é o fato de que você pode minimizar todos os riscos citados utilizando as plantas medicinais que possuem propriedades anti-inflamatórias.

Elas são os verdadeiros remédios naturais para dor, capaz de aliviar os desconfortos e respeitar o funcionamento do seu fígado.

Então, conheça agora as 5 plantas anti-inflamatórias que podem ajudá-lo a acabar com as dores e a mover-se mais facilmente:

Salgueiro branco: “aspirina natural”

Uma árvore nativa da Europa e da Ásia, o salgueiro é um remédio natural para dor, pois contém salicina, o mesmo composto encontrado na aspirina.

Seu uso remonta ao antigo Egito e até mesmo Hipócrates, o “Pai da Medicina”, deu a seus pacientes para reduzir a inflamação.

Estudos publicados no American Journal of Medicine mostram que não só alivia a dor da artrite, mas também aumenta a mobilidade nas costas, joelhos, quadris e outras articulações.

Por ser natural, a casca de salgueiro branco não vai perturbar o seu estômago como a aspirina e a recomendação encontrada na literatura é 240 mg por dia.

Cúrcuma, talvez o melhor remédio natural para dor

A cúrcuma é conhecida como um poderoso anti-inflamatório. Este tempero do sul da Índia tem 619 benefícios de saúde que são suportados por quase 7.000 estudos.

Raiz e pó de cúrcuma, um dos remédios naturais para a dor

Cúrcuma é um dos melhores remédios naturais para a dor. São mais de 7.000 estudos que comprovam os benefícios dessa raiz.

De fato, pesquisas mostram que reduz a dor nas articulações com artrite em 60% e o edema nessas áreas em 73%.

A literatura recomenda cerca de 500 mg duas vezes ao dia, de preferência associado com piperina (extrato de pimenta preta) pois aumenta a sua absorção em 2.000% e, de bônus, pode prevenir e até reverter o Alzheimer.

[VÍDEO] Como ter um cérebro 29 anos mais jovem

O neurocientista Dr. Nelson Annunciato ensina a rejuvenescer o seu cérebro para aumentar em 95 por cento sua memória, turbinar seu foco e raciocínio.Quer um cérebro até 29 anos mais jovem? Então assista aqui.

Gengibre substitui os seus anti-inflamatórios

O gengibre é considerado um “substituto” dos anti-inflamatórios não esteroides!

Em um estudo, comparou-se um extrato de gengibre a um placebo em 247 pacientes com osteoartrite. O gengibre, um remédio natural para dor, reduziu os desconfortos e a rigidez nas articulações do joelho em 40% em relação ao placebo.

E em segundo estudo do Journal of Alternative and Complementary Medicine descobriu que o gengibre reduz a dor em músculos e articulações em até 25%.

Além disso, gengibre contém 12 compostos diferentes que bloqueiam a enzima que desencadeia a inflamação. A maioria dos estudos sugerem cápsulas de 500 mg, 2 a 3 vezes ao dia.

Raiz de gengibre e pó de gengibre na tigela

Gengibre pode reduzir a dor em músculos e articulações em até 25%.

Dores articulares? Conheça a arnica

A arnica é um remédio natural para dor, um verdadeiro anti-inflamatório que pode aliviar a dor articular crônica. Contém timol, uma substância que estimula os glóbulos brancos a reduzirem o edema articular.

Veja o que os estudos mostram:

Numa análise com 204 pessoas apresentando osteoartrite nas mãos, observou-se que as pessoas que usaram gel de arnica experimentaram tanto alívio quanto o grupo que tomou um analgésico convencional, com a vantagem de não ter gerado efeitos colaterais.

Em outro estudo, 79 pessoas com artrite nos joelhos usaram arnica gel, evidenciando-se menos dor e rigidez articulares.

Abacaxi: anti-inflamatório saboroso

O abacaxi contém uma enzima chamada bromelaína que impede o aparecimento de dores, sendo inclusive tão eficaz quanto algumas drogas anti-inflamatórias não esteroides, comumente usadas para diminuir a dor da osteoartrite, segundo diversos estudos.

Então é isso: você não precisa ficar com dor, nem tomar os medicamentos químicos que trazem junto um monte de efeitos colaterais. Experimente esses remédios naturais para dor que a natureza te deu e viva melhor.

Dr. Wilson Rondó

Especialista: Dr. Wilson Rondó

Médico Cirurgião Vascular e Nutrólogo

CRM: CRM 47078/SP

19 março 2020

Dr. Wilson Rondó é médico formado em cirurgia vascular e especialista em nutrologia. Em seus 33 anos de profissão, já atendeu 20 mil pessoas. Percorreu diversos países pioneiros na visão integrativa do paciente, como França, Alemanha e Estados Unidos, em busca de respostas para o diabetes e a obesidade.

Conteúdos Relacionados