Jogue a ração do seu pet fora; veterinária integrativa sugere substituições

opte dar comidas de verdade para o seu pet
Maior Menor
Marcello Sapio

Marcello Sapio

28 julho 2021

Redator

O lucro da indústria pet acende o alerta para a qualidade das rações que damos para os animaizinhos e como as opções naturais podem ser levadas em consideração

 

Assim como nós, humanos, devemos nos preocupar com rotinas e hábitos naturais — o que falamos diariamente aqui na Jolivi —, os animais domésticos também precisam.

A indústria pet fatura bilhões de reais todos os anos — e deixa de focar em soluções saudáveis para nossos amigos. Corantes artificiais, conservantes, hormônios e aditivos químicos são só alguns dos ingredientes que estão presentes nas rações e nos medicamentos que são dados para os pets.

Em 2020, a indústria pet no Brasil lucrou R$24 bilhões, quase 10% mais que em 2019, quando o lucro foi de R$ 22 bilhões, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (ABINPET).

É muito dinheiro e quase nenhuma preocupação com a saúde dos bichinhos.

É aí que entra a veterinária integrativa. É uma abordagem que visa alternativas naturais para os nossos animais, sem compostos químicos ou ultraprocessados —- que facilmente encontramos nas prateleiras dos pet shops —-, respeitando a natureza dos animais e optando pelas “comidas de verdade”.

Quais são as ‘comidas de verdade’?

 

Sabendo da péssima qualidade das rações que encontramos nos pet shops, é importante saber quais são as comidas de qualidade e que devem ser implementadas na rotina dos bichos.

A veterinária integrativa, Hanna Bezerra, explica que é aconselhável usar como base alimentar vegetais, legumes e proteínas — como carnes bovinas e de peixes —  principalmente para cães e gatos. 

“As comidas de verdade, para os animais, são aquelas que sabemos a procedência. Podem entrar carnes ou proteínas de origem animal, tubérculos e vegetais… Mas vale lembrar que os carboidratos não são essenciais nem para cães, nem para gatos. Inclusive, para gatos é ainda pior, tem que ter muito cuidado. As vísceras também são bem-vindas”, detalha.

Alguns cuidados são importantes na hora de escolher alguns alimentos mais saudáveis para nossos bichos. 

“Temos que tomar cuidado com os ossos, principalmente para cães. Os ossos podem ser consumidos apenas crus, nunca cozidos ou defumados. Estamos lidando com um carnívoro oportunista, que é o cão. Ou seja, ele até come carne, mas não é essencial para a dieta. Já o gato é um carnívoro estrito. Por isso, é preciso trabalhar bastante com as proteínas animais, com as gorduras e fazer a dieta conforme a modalidade mais correta para cada pet”.

Comidas de verdade são sempre as melhores alternativas para o seu pet

 

Como prevenir, tratar e curar doenças com esses superalimentos!

 

As opções para o seu pet

 

“Uma alimentação industrializada nunca será mais benéfica que uma alimentação com comida de verdade. Isso deveria ser unânime entre os veterinários. A dieta natural é uma forma muito importante de respeitar a fisiologia e anatomia desses animais, nutrindo adequadamente e de maneira menos artificial, gerando menos inflamação e doenças”, comenta a veterinária Hanna Bezerra.

É fundamental que tanto os alimentos, quanto a quantidade deles, variem conforme a dieta do animal e seu respectivo porte. Por isso, antes de começar a adotar um estilo mais saudável, procure um veterinário para um melhor resultado para o seu pet.

Atualmente, assim como temos especialistas em medicina integrativa, já existem os veterinários que atuam nessa linha, como é o caso da Hanna Bezerra.

 

As plantas que funcionam melhor do que remédios

 

A veterinária integrativa é uma abordagem que visa alternativas naturais para os nossos animais, sem compostos químicos ou ultraprocessados —- que facilmente encontramos nas prateleiras dos pet shops —-, respeitando a natureza dos animais e optando pelas “comidas de verdade”.

Algumas das comidas naturais que podem ser boas opções para os pets são:

 

  • Carnes de boi e de peixe;
  • Vísceras dos animais;
  • Brócolis;
  • Cenoura; e
  • Maçã.

Referências

 

 

Marcello Sapio

Marcello Sapio

28 julho 2021

Redator

Conteúdos Relacionados