Pare de dormir ao lado do grande vilão do seu sono

Maior Menor

Se o seu sono está mal, você precisa ler este conteúdo.
Veja também:

O segredo vem da Índia;
Você tomou essa bebida feminilizante? 

Leitor, dormiu bem hoje? Espero que sim.

Comecei a nossa conversa de hoje, porque de acordo com uma pesquisa da Universidade de Michigan, o brasileiro é um dos povos que tem o pior sono, ficando para trás apenas da Cingapura e Japão.

É um dado bem preocupante uma vez que a função do sono é extremamente importante para o nosso corpo.

Ele contribui para a restauração, a termorregulação (regulação da temperatura corporal), a consolidação da memória e aprendizado e o repouso para organismo.

Sabendo disso, eu ficava muito estressada para tentar dormir melhor.

Sempre fui ansiosa e desde muito pequena sofria bastante de insônia.

Até hoje eu demoro para cair no sono e acordo no mínimo 5 vezes à noite.

Contei isso ao Dr. Nelson Annunciato, responsável pelo Conexão Cérebro, e ele ficou preocupado.

Disse ele que, de acordo com estudos já realizados, eu não sou a única pessoa atormentada para dormir.

Em 2015, o Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente (IPOM), avaliou a qualidade do sono dos jovens brasileiros entre 14 a 18 anos.

Resultado:

– 88% avaliam seu sono como ruim e satisfatório;

– 43% dormem de 3 a 5 horas por dia e sofrem com insônia e;

– 58% já acordam cansados e sem disposição para seguir o dia.

É uma cena bastante alarmante.

Está gostando desse artigo?
Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos sobre saúde natural
Receba Já

*Não vamos distribuir seu e-mail

Então como proceder?

Perguntamos para o Dr. Lair Ribeiro, cardiologista e nutrólogo da Jolivi, sobre toda essa questão e ele nos disse: “Nós temos que levar em consideração, a quantidade e a qualidade do sono”.

A quantidade adequada e obrigatória para dormir, segundo a neurociência, é de 7 a 8 horas todos os dias.

Você deve estar se perguntando: “Ah, mas eu durmo bem menos que isso e fico bem”.

Dr. Lair responde: ao longo prazo, você não vai estar bem.

Além disso, a qualidade também importa muito.

De acordo com o doutor, existem 4 fases do sono:

– Fase 1: sono leve, a atividade muscular fica mais leve.

– Fase 2:  respiração, batidas do coração e a temperatura do corpo diminuem.

– Fase 3: é a fase do sono profundo e o cérebro produz as ondas deltas – tranquilizantes naturais.

– REM (“Movimento Rápido dos Olhos”): é quando nós temos sonhos. Nessa etapa, uma das mais importantes, as frustrações do dia são tratadas e o corpo é regenerado.

No entanto, se você toma um sonífero para dormir, o seu sono pode ser prejudicado e a fase essencial REM é diminuída.

Por isso, muitas vezes, quando você toma algum medicamento para sono, acorda bem mais cansado porque tempo REM foi prejudicado.

Atenção: sem luz na hora do sono

Dr. Lair nos explicou também que, para ter um sono de qualidade, precisamos dormir no escuro absoluto.

Isso é uma coisa que eu não fazia e que estou praticando. E eu juro, melhorou muito o meu tempo de descanso.

A glândula pineal, conhecida como epífise neural, é localizado na parte central do cérebro humano.

Muitas pessoas não conhecem a existência dela, mas ela produz melatonina, o hormônio responsável pela regularização do sono.

E para a melatonina funcionar, é preciso estar num lugar tranquilo e bem escuro.

Por isso, quando você acorda de noite e liga luz, não consegue voltar a dormir. Porque enganou o pineal – que pensa que já chegou o sol – e ele para de produzir o hormônio, atrapalhando o seu sono.

Nada de eletrônicos!!!

Qualquer eletrônico ligada na tomada perto do lugar onde você dorme, atrapalha porque cria uma onda eletromagnética que prejudica a qualidade do seu sono.

Por isso, se você tem um despertador de tomada, prefira de pilhas e baterias.

“Ah, Aria, então celular pode?!”

NÃO!!!

Dr. Lair comenta: celular é um outro grande vilão para o sono.

Apesar de estar funcionando pela bateria, celular normalmente está conectado com várias redes invisíveis como por exemplo Wi-Fi, sinais de GPS e ainda, para carregar, deixamos conectados na tomada.

Tudo isso causa uma poluição eletromagnética enorme.

Por isso, a recomendação do especialista é deixar o celular o mais longe possível do dormitório e se quiser carregar, deixar fora do ambiente de descanso.

Quanto menos eletrônicos tiver no seu quarto, melhor para sua saúde.

Espero que essas dicas possam te ajudar e desejo que hoje você tenha uma ótima noite de sono!

Gostou desse artigo?
Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos sobre saúde natural
Receba Já

*Não vamos distribuir seu e-mail

Insira seu e-mail e receba nossos conteúdos gratuitos sobre saúde natural: