O ovo aumenta o colesterol: mito ou verdade?

Maior Menor

Em 1961, João Cabral de Melo Neto homenageou nosso protagonista de hoje, no poema “O ovo de Galinha”:

O ovo revela o acabamento

a toda mão que o acaricia,

daquelas coisas torneadas

num trabalho de toda a vida”.

O poeta já sabia que o ovo é o princípio da vida.  Acrescento que ele também é uma das principais fontes de vitaminas e minerais.

No entanto, o alimento mais condenado e absolvido pela medicina e nutrição volta ser o centro de polêmica.

Mais uma vez, ovo foi taxado de vilão

Isso porque um recente estudo americano, publicado pelo JAMA (Journal of the American Medical Association), cometeu uma nova injustiça:

Associou que meio ovo a mais na dieta aumenta, em média, em 6% o risco de ter doenças cardiovasculares e em 8% o risco de morte.

Agora, apresento motivos suficientes para derrubar essa pesquisa.

Não foi apontada a relação das doenças cardiovasculares com os outros alimentos consumidos pelos participantes do estudo, como:

  • Gordura hidrogenada que estão nos óleos de girassol e canola;
  • Carboidratos, como pães industrializados;
  • Açúcar.

Esses, sim, são os verdadeiros vilões do coração.

ovos caipiras sobre a mesa

Ao contrário do que muitos dizem, o ovo não é um vilão e é uma fonte rica de nutrientes que só beneficiam o corpo!

As informações não foram esclarecidas

Além disso, não foi esclarecida a procedência desses ovos. Ou seja, os ovos vieram de galinhas que receberam antibióticos ou ração rica em soja?

Para mim, esse tipo de estudo reforça algumas incoerências científicas porque o que os pesquisadores encontraram foi uma correlação e não causação.

Agora preste atenção nessa outra história de correlação para entender bem do que estou falando:

Nas últimas décadas, houve um aumento substancial na venda de tênis. Concomitantemente, também cresceu de maneira substancial a obesidade.

Isso significa que usar tênis engorda? Não.

Correlação não significa causação!

Os estudos sérios comprovam os benefícios do ovo

Recentemente, eu publiquei meu próprio ensaio científico sobre o ovo:

Para este trabalho, Dr. Rubison Olivo e eu fizemos a avaliação de nada menos do que 15 pesquisas já feitas sobre o ovo e encontramos subsídios suficientes para afirmar que o alimento é eficiente para:

  • Controle do peso
  • Câncer
  • Sarcopenia (perda degenerativa de massa muscular)
  • Prevenção de doença cardiovascular
  • Saúde ocular
Print do estudo do Dr. Lair Ribeiro "Ovo - ingerir ou não ingerir"

O estudo do Dr. Lair Ribeiro sobre os benefícios de ingerir ovo

O ovo aumenta o colesterol?

Em minhas aulas de pós-graduação, costumo desafiar os médicos alunos: “tragam um estudo de qualidade, que não seja ovo frito em óleos vegetais poli-insaturados, que associa o ovo ao aumento do colesterol e eu rasgo o meu diploma”.

Eu mantenho o desafio e além disso, precisamos relembrar que colesterol alto e doenças cardiovasculares é uma causação que NUNCA foi comprovada na prática.

Revelação: colesterol não é vilão!

A ciência, inclusive, comprova que o colesterol baixo pode ser mais mortal do que o alto.

Segundo estudo publicado pela University of California (UCLA), quase 75% dos pacientes que foram hospitalizados nos EUA após um infarto tinham níveis normais de LDL (aquele chamado de “colesterol ruim”).

Além de não ser vilão, o colesterol possui um papel vital no funcionamento do organismo.

  • é indispensável para a produção de hormônios como a testosterona, a progesterona, o estradiol, o cortisol, etc;
  • para síntese de vitamina D;
  • para composição da membrana celular.

Sal para baixar a pressão arterial?

Diferente do que você sempre ouviu, o sal NÃO é vilão da hipertensão.

Cortar esse ingrediente das suas refeições não vai salvar a sua vida – só tirar a graça do seu jantar.

Inclusive, há um tipo específico de sal que pode regular sua pressão arterial. Saiba qual é ele aqui.

O colesterol – tão amplamente debatido e combatido – é mais ou menos como um “bombeiro que recebe a culpa pelo incêndio que ele está apagando”.

Ou seja: se você for testemunha de uma casa pegando fogo, provavelmente verá neste cenário de tragédia a atuação de um dos homens do corpo de bombeiros, certo?

Daí, a concluir que ele é o culpado por ter incendiado o recinto são outros quinhentos.

A maneira mais saudável de consumir o ovo

Já quebrou o mito de que o ovo aumenta colesterol e é vilão do coração? Então comece a adicionar os ovos no seu cardápio.

Muita gente tem o hábito de fazer um ovo frito, mas não sabe que esse é o gatilho que conduz para o aumento do colesterol ruim e de doenças cardiovasculares. O óleo vegetal, por exemplo, canola, que usamos para fritar o alimento, oxida com facilidade nas temperaturas altas. E é justamente esse alimento com óleo oxidado que faz mal para a saúde.

A mesma coisa com o omelete: quando preparamos a receita, batemos a gema do ovo e ela entra em contato com o ar, oxidando o colesterol presente no alimenta. Também é um problema.

Por isso, a minha recomendação é consumir o ovo cozido – a única forma de manter todo o conteúdo saudável do alimento.

Os ovos cozidos no café da manhã são uma ótima maneira de começar o dia e é a melhor forma de garantir a sua energia ao longo do dia, sem sobrecarregar o seu pâncreas.

Amor & Sabedoria,

Insira seu e-mail e receba nossos conteúdos gratuitos
sobre saúde natural: