Sua Saúde

 

A revelação de um caminho que não tem mais volta. Garanta sua passagem

 

Olá. Chegamos na reta final.

Antecipadamente, agradeço. Muito.

 

A gratidão alterna com o pesar. Porque eu sei que terei de me despedir da maioria dos que estão aqui.

 

Chegamos até esta etapa do caminho somando 2.678 pessoas interessadas em melhorar o presente e construir um futuro sem doenças degenerativas, para evitar que elas te roubem o que você tem de mais precioso.

 

– Passamos pelo segredo do coração blindado contra o infarto (Conteúdo 1 LINK)

 

– Falamos de virilidade (conteúdo 2) e de um fruto proibido (conteúdo link 3)

 

– Ingressamos no cérebro e no medo do esquecimento de si (conteúdo 4)

 

E agora estamos na estação, ensaiando encontros e despedidas.

 

Lembro de quando eu tinha 30 anos de idade e esbarrei com o primeiro medo do adeus.

 

Era época de gritar a plenos pulmões que estávamos atentos e fortes, sem ter tempo de temer a morte…

 

Mas eu temia.

 

Não a minha partida em si. Mas a dos meus sonhos, dos ideais, a ausência definitiva dos meus pais e avôs.

 

Os 30 eram ótimos, não nego.

 

Havia força, inspiração, fôlego e hormônios (ah, os hormônios).

 

Mas também tinha imaturidade, insegurança, os pés sempre pelas mãos. Batidas de cabeça, tropeços mil.

 

Já pensou se fosse possível unir a experiência que eu tenho agora com o organismo que já tive aos 32?

 

Se você acha a indagação acima uma impossibilidade ou ficou afoito para que a resposta seja “sim, é possível”, volte aqui amanhã.

 

Porque é para você que eu desenvolvi o meu plano de carreira, o meu projeto mais importante que batizei de Homem de Ferro.

 

Um programa de saúde verdadeira, que exige dedicação integral minha e da minha equipe.

 

Só teremos 80 vagas. E você, é o convidado para ocupar uma delas.

 

Mas esteja aqui amanhã, às 9h em ponto.

 

 

 

 

 

 

 

 

saúde do coração dos

 

 

após passar por alguns assunto:

 

 

tanto, tanto, tanto. E informo que, lamentavelmente, terei de me despedir da maioria dos que estão aqui.

 

 

 

 

 

Explico os motivos do adeus, sem antes lembrar de quando tinha 30 anos.