Buscar

Óleos essenciais: é possível acabar com a enxaqueca?

Maior Menor
Dr. Wilson Rondó

Dr. Wilson Rondó

Médico Cirurgião Vascular e Nutrólogo

CRM: CRM 47078/SP

10 maio 2021

Dr. Wilson Rondó é médico formado em cirurgia vascular e especialista em nutrologia. Em seus 33 anos de profissão, já atendeu 20 mil pessoas. Percorreu diversos países pioneiros na visão integrativa do paciente, como França, Alemanha e Estados Unidos, em busca de respostas para o diabetes e a obesidade.

O nutrólogo Dr. Wilson Rondó Jr. faz uma lista com sete óleos essenciais que são um apoio natural para combater as dores de cabeça

 

Olá, aqui é Dr. Rondó

Me responda: você vive com dor de cabeça? Está sempre enfrentando o problema, seja com enxaquecas ou dores mais leves? 

Sim, eu sei que em qualquer forma, esse tipo de dor — a cefaleia — nos incomoda muito.

É como ter algo martelando na sua cabeça sem parar, às vezes o dia inteiro!

Ela não tem hora pra chegar, e nos atrapalha no trabalho, nos momentos de lazer, no sono…

Quando isso ocorre, muita gente apela para os medicamentos. Mas essa busca por um alívio rápido e químico está dando certo?

Veja só…

Um estudo da Universidade de Princeton avaliou 1.200 pessoas durante 15 anos.

Os pesquisadores concluíram que, no período, foram surgindo muitos novos remédios para a cefaléia, mas que as dores não se modificaram.

O pior é que, de modo geral, o consumo desse tipo de droga química aumentou. E como você sabe, dificilmente os remédios não vêm acompanhados de efeitos colaterais.

Então, por que não buscar por algo mais natural?

Por isso, quero te apresentar algumas opções milenares para minimizar a sua dor de cabeça.

Vamos lá?

7 óleos essenciais contra dor de cabeça

 

Você provavelmente já ouviu falar sobre os óleos essenciais. Eles são extraídos de folhas, flores e frutos.

Durante milhares de anos, do oriente ao ocidente, seus princípios ativos auxiliam numa série de condições.

E com a dor de cabeça não seria diferente! Confira as principais opções:

#1 Óleo essencial de alecrim

 

O óleo de alecrim tem compostos anti-inflamatórios e analgésicos que podem ajudar a dar um fim na dor de cabeça, segundo estudos.

Como trata-se de um óleo essencial que pode ser ingerido, pingar uma ou duas gotas em uma xícara de chá é uma das formas que apresentam bons resultados.

Em uso tópico, pode ser massageado na sua testa para uma sensação de alívio e relaxamento.

Mas, atenção, em ambos os casos o ideal é que você faça um teste antes, para saber se não tem nenhuma alergia ao óleo essencial de alecrim.

#2 Óleo essencial de eucalipto

 

As pesquisas afirmam que o aroma do óleo essencial de eucalipto tem o poder de aliviar dores de cabeça.

Ele se mostra bastante eficiente naquelas dores causadas por sinusite crônica, podendo também ser usado como óleo de massagem no peito e na testa.

Outro uso bastante conhecido desse óleo essencial é na vaporização de ambientes.

Você pode pingar duas ou três gotas no chão do seu box quando for tomar banho, para que o vapor carregue o aroma até você, ou aproveitar dos aparelhos vaporizadores e difusores ambientais.

#3 Óleo essencial de citronela

 

O óleo essencial de citronela não é bom somente para espantar insetos indesejáveis, ele também é ótimo para aliviar dores de cabeça, em especial quando estão relacionadas a resfriados.

O uso principal é na forma aromática, podendo ser usado em difusores de ambiente.

Há também muitas velas com o aroma, feitas com o óleo essencial de citronela, que podem ajudar.

#4 Óleo essencial de hortelã-pimenta

 

Vários estudos confirmam a eficiência do óleo essencial de hortelã-pimenta para combater as dores.

Um estudo alemão de 2016, por exemplo, mostrou que o óleo é bem eficaz no tratamento de dores de cabeça causadas por estados de tensão e estresse.

O responsável pelos bons resultados é o mentol, cujo princípio ativo é capaz não só de reduzir dores, mas também promover relaxamento muscular.

Algumas formas que apresentam bons resultados são:

  • Aromaterapia: diluição em óleo carreador, como óleo de coco, e massagem em áreas como nunca e testa;
  • Banho de imersão: diluição de 5 a 15 gotas na água quente da banheira para um banho relaxante e aromático.

Nesse caso, seja também cuidadoso, pois algumas pessoas apresentam reações adversas, como agitação e perda do sono.

É algo que ocorre em indivíduos com alguma sensibilidade à hortelã.

#5 Óleo essencial de camomila

 

Um estudo feito em 2014 confirmou que o óleo essencial de camomila tem efeitos anti-inflamatórios, podendo ser uma boa aliada na luta contra a enxaqueca.

Assim como o óleo essencial de eucalipto, ela pode ser usada tanto na vaporização quanto em óleo de massagem.

#6 Tea tree oil

 

O tea tree oil, também chamado de óleo de melaleuca, é o óleo essencial feito a partir das folhas da planta da árvore do chá (Melaleuca alternifolia), originária da Austrália.

Quando vaporizado, pode ser útil para descongestionar as vias nasais.

Assim, caso sua dor de cabeça seja ocasionada por sinusite, por exemplo, o tea tree oil é uma boa opção.

Porém, seus melhores usos são para combater fungos, promover higiene e até eliminar caspas. 

#7 Óleo essencial de lavanda

 

O óleo essencial de lavanda é um dos melhores óleos essenciais para o combate da enxaqueca.

As pesquisas mostram que a inalação do aroma desse óleo tem o poder de reduzir as dores da enxaqueca, devido ao potencial anti-inflamatório.

Além disso, o óleo essencial de lavanda atua dilatando os vasos sanguíneos, consequentemente aliviando a pressão e reduzindo a dor na cabeça.

Cuidados no uso dos óleos essenciais

 

Tenha atenção no uso dos óleos essenciais. Ao usá-los como óleo de massagem, sempre se lembre de diluir em óleo carreador, como óleo de coco, amêndoas ou azeite de oliva. O ideal é que você misture uma parte do óleo essencial para 10 partes de um desses óleos.

Caso contrário, eles podem provocar irritações na pele.

Pessoas com alguma condição de saúde importante devem ter cuidado redobrado, ainda mais se já fazem uso de medicação contínua, pois os óleos essenciais podem interagir com esses remédios.

Portanto, mesmo se tratando de produtos naturais, o ideal é que você sempre converse com seu médico antes de qualquer decisão.

Eu lhe desejo dias melhores,

Dr. Wilson Rondó Jr.

A solução para derreter sua gordura e outras 97 curas naturais

Receba GRATUITAMENTE o livro que vem mudando tudo o que se sabe a respeito das curas naturais. Basta passar um endereço válido no país para ter na estante da sua casa soluções eficazes e livres de efeitos colaterais para perda de peso, hipertensão, Diabetes, artrite e dezenas de outros problemas de saúde.

Reserve aqui seu exemplar gratuito

 

 

Referências bibliográficas:

 

  • Food Chemistry January 15, 2013
  • Evid Based Complement Alternat Med. 2013; 2013: 502727
  • J. Agric. Food Chem. July 2, 2009, 57 (15), pp 6962–6966
  • Front Neurol. February 4, 2015; 6: 11
  • Asian Pacific Journal of Tropical Biomedicine August 2015
  • NCCIH December 1, 2016
  • Journal of Herbal Medicine March 2016
  • Pak J Biol Sci. 2011 Jun 1;14(11):664-7 2011 Jun 1;14(11):664-7
  • Pain Pract. 2006 Dec;6(4):273-7
  • Complement Ther Med. 2004 Mar;12(1):28-37
  • Phytomedicine 2012 Jun 15;19(8-9):825-35
  • Medical Hypotheses. V. 83, Issue 5, November 2014, Pages 566-569.
  • Schmerz. 2016 Jun;30(3):295-310. doi: 10.1007/s00482-016-0109-6.
Dr. Wilson Rondó

Dr. Wilson Rondó

Médico Cirurgião Vascular e Nutrólogo

CRM: CRM 47078/SP

10 maio 2021

Dr. Wilson Rondó é médico formado em cirurgia vascular e especialista em nutrologia. Em seus 33 anos de profissão, já atendeu 20 mil pessoas. Percorreu diversos países pioneiros na visão integrativa do paciente, como França, Alemanha e Estados Unidos, em busca de respostas para o diabetes e a obesidade.

Conteúdos Relacionados