O que se sabe sobre o ‘remédio’ para Covid-19 de Israel

estudo da Covid-19
Maior Menor

Estudos recentes mostraram uma eficácia de 100% da melhora dos pacientes com Covid-19; são necessárias mais pesquisas

Desde o início da pandemia da Covid-19, a ciência corre para descobrir maneiras eficientes de combater o vírus. Muito dessa “corrida” evoluiu com o surgimento das vacinas, sendo, por enquanto, a única alternativa eficaz e com comprovação científica para reduzir o contágio e os sintomas.

Recentemente, uma notícia vinda de Israel mexeu com a comunidade científica ao anunciar os estudos de um possível remédio contra a doença, que teve uma eficácia de 100% nos casos graves.

 

Do que é feito o remédio para Covid-19?

 

Para responder à pergunta, primeiro é importante explicar sobre as reações que o vírus da Covid-19 traz. Isso porque uma reação do nosso corpo é tempestade de citocinas (reação inflamatória), o que, em excesso, podem levar à falência dos órgãos e, consequentemente, à morte.

Assim, os pesquisadores do laboratório Bonus BioGroup produziram um remédio que seria capaz de reduzir a reação inflamatória , além de reduzir as consequências do vírus nos pulmões e os sintomas respiratórios.

O remédio, nomeado de MesenCure, utiliza, como princípio ativo, células estromais mesenquimais (MSCs), que ficam localizadas no tecido adiposo. É possível a extração delas através das células-tronco, que podem ser doadas por pacientes saudáveis.

 

Resultados animadores

 

Na pesquisa, realizada com 10 pessoas que contraíram a versão grave da doença, os pacientes deixaram o hospital um dia depois de iniciarem o tratamento com remédio à base de células-tronco.

Com a eficácia de 100% nessa fase de estudos, a comunidade científica mostra esperança com um tratamento natural e viável de ser feito.

Porém, ao mesmo tempo que se tem o otimismo, a cautela também é adotada, principalmente por ser um medicamento em fase inicial de testes e que não se tem ciência ainda dos efeitos colaterais — se houver. Por esse motivo, o sentimento atual entre especialistas é o de esperança, mas com precauções 

Mais pesquisas são esperadas e mesmo em Israel, já está autorizada uma nova rodada de testes com mais pacientes do Centro Médico Rambam, localizado no norte do país.

 

Anti-inflamatórios naturais

 

Um dos grandes feitos desse remédio israelense é a capacidade de inibir a formação de células inflamatórias, causadas pela Covid-19.

Enquanto esperamos pela cura da doença, os especialistas da Jolivi reforçam algumas estratégias para evitar a manifestação mais grave da doença.

Além de manter as regras de higiene e, se possível, de isolamento, é importante reforçar a imunidade, com a suplementação de vitamina D3, vitamina K2 e vitamina C, para citar alguns.

Então, uma ótima maneira de prevenir o impacto das inflamações causadas pelo  coronavírus é ter uma dieta focada em alimentos que possuem propriedades anti-inflamatórias. Alguns deles são:

  • Cúrcuma;
  • Pimenta;
  • Vegetais verdes;
  • Peixes; e
  • Abacate.

Na próxima edição do Dossiê Saúde Essencial, o Dr. Carlos Schlischka trará uma lista de recomendações para quem teve a doença e apresenta a chamada síndrome pós-Covid. Entre os sintomas, estão, inclusive, disfunção erétil. 

Para conhecer o Dossiê Saúde Essencial, clique aqui.

No podcast Rádio Jolivi, você também pode saber mais sobre a síndrome pós-Covid, com o head de conteúdo Leopoldo Rosa, a médica Jéssica Marques e a fisioterapeuta Vanessa Ferracini.

Atenção!

 

Se você não tem a oportunidade de encontrar um profissional de saúde natural ou integrativa, leve essas alternativas naturais ao seu médico ou nutricionista de confiança e veja o tratamento que mais se encaixa no seu caso.

 

Referências:


  • MAZZEO, Angela; SANTOS, Enrico Jardim Clemente. Células-tronco mesenquimais no tratamento da pneumonia induzida pelo coronavírus (COVID-19). einstein (São Paulo), São Paulo, v. 18, eCE5802, ago. 2020. https://doi.org/10.31744/einstein_journal/2020CE5802

Conteúdos Relacionados