Gengibre: duas gramas para a sua dor

Maior Menor

Duas gramas de gengibre para as dores musculares?

Sim, faz total sentido.

O Dr. Nelson Annunciato, neurocientista e condutor do programa Vida Sem Dor, recomenda que todas as pessoas que sofrem de dor experimentem o potencial analgésico do gengibre.

Trata-se de um planta herbácea de origem asiática, principalmente Índia e China, expoentes da medicina alternativa.

O fato é que o gengibre sempre foi conhecido e repassado na sabedoria popular e, de uns tempos para cá, alguns testes e estudos comprovam os efeitos benéficos.

Em uma destas pesquisas, cientistas acompanharam, por 11 dias, 74 voluntários que foram submetidos a 18 tipos de exercícios físicos nada convencionais.

Séries de flexão com os cotovelos, entre outras acrobacias, eram indicadas aos participantes.

Tudo com o propósito de causar incômodos físicos e inflamações para depois avaliar se a raiz forte traria algum alívio.

Depois da ginástica, a proposta era ingerir 2 gramas de gengibre diariamente.

Um grupo recebeu a raiz in natura. O outro consumiu em forma de chá e a terceira turma recebeu placebo (claro que ninguém sabia que fazia parte dos que receberam intervenções de mentirinha).

Está gostando desse artigo?
Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos sobre saúde natural
Receba Já

*Não vamos distribuir seu e-mail

Os Consumidores de Gengibre

Os resultados, publicados no The Journal of Pain, são bem interessantes.

Ao final do período de testes, os consumidores de gengibre – in natura e em forma líquida – apresentavam 25% menos queixas de dor. O que é uma ótima notícia já que na atual conjuntura de epidemia de sedentarismo – são quase 80% de brasileiros parados, mostra o último inquérito do Ministério da Saúde – ir para a academia pode ser uma excentricidade, não é mesmo?

Como a dor é uma experiência subjetiva, os pesquisadores aplicavam espécie de testes para avaliar a amplitude do movimento – quando dói fazemos movimentos mais curtos – e também avaliavam a intensidade da força pós-exercícios (a dor nos deixa com menos vigor).

Todo mundo sabe que no início das atividades físicas é comum sentir desconforto. Isso, afirmam os educadores físicos, não pode ser uma barreira para dar continuidade.

Sempre com orientação profissional e com cautela.  Fazer atividades com o corpo tem efeito parecido com o soro antiofídico a longo prazo. Do veneno, nasce o remédio: quanto maior a constância com que você pratica, menos dores seu organismo sente.

Que bom que algo tão simples como dois gramas de gengibre podem também ajudar.

Veja também: Descubra as especiarias que podem enriquecer o seu prato

Gostou desse artigo?
Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos sobre saúde natural
Receba Já

*Não vamos distribuir seu e-mail

Antes do gengibre, um recado breve…

Se você avalia que mais pessoas podem se beneficiar com estes conteúdos gratuitos, compartilhe.

E para ter mais informações saudáveis, siga a página do Facebook da Jolivi aqui.

Veja também: Um programa inédito para acabar com a sua dor crônica em até 21 dias

Insira seu e-mail e receba nossos conteúdos gratuitos sobre saúde natural: