Buscar

Fazer sexo previne câncer de próstata? É o que mostram esses estudos

Maior Menor
Ana Paula de Araujo

Ana Paula de Araujo

Editora

Quanto mais sexo, melhor para a saúde masculina: conheça os estudos que mostram como manter relações sexuais a vida toda previne câncer de próstata.

Uma máquina parada, eventualmente, deixa de funcionar. Experimente deixar um computador velho pegando poeira — com o tempo, o teclado emperra, as peças ficam sujas e, uma hora, ela simplesmente desiste de ligar.

E se esta máquina parada, na verdade, fosse a sua vida sexual?

Um estudo publicado no jornal científico Journal of American Medical Association (JAMA) apontou que o sexo é uma das maiores armas para prevenir câncer de próstata.

De acordo com a pesquisa, homens que mantinham atividades sexuais mais de 21 vezes ao mês tinham dois terços menos riscos de terem câncer. O efeito é ainda mais benéfico quando o indivíduo mantém a máquina em funcionamento a vida toda.

Segundo estudo, indivíduos que ejaculam de 4 a 5 vezes por semana tinham riscos dois terços menores de câncer de próstata.

Sexo x câncer de próstata: mais evidências deste curioso elo

Um outro estudo — este publicado no British Journal of Urology International —, mostrou que indivíduos que ejaculam de 4 a 5 vezes por semana tinham riscos dois terços menores de câncer de próstata em relação àqueles que tinham menos de 3 ejaculações semanais.

Porém, basta ejacular ou fazer sexo para causar o efeito protetivo? Não é bem assim. A ciência mostra é preciso se proteger durante as relações sexuais para colher os benefícios para a próstata.

Uma pesquisa divulgada na publicação British Journal of Cancer concluiu que tanto Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) quanto falha no uso de preservativos, na verdade, aumentam o risco de câncer de próstata.

Para chegar a essa conclusão, os estudiosos acompanharam mais de dois mil homens. Observaram que aqueles que tiveram gonorreia ou sífilis apresentaram risco 1,6 maior de diagnóstico de câncer de próstata. Já os que tiveram três ou mais eventos de gonorreia relatados apresentaram risco 3,3 maior de diagnóstico de câncer de próstata.

Fazer sexo com proteção não é a única forma de proteger a próstata e manter a vida sexual ativa. Na série mensal, o especialista ensina outras formas de turbinar a saúde e fugir da disfunção erétil, incluindo alimentação e mudanças simples no estilo de vida.

Referências:

O estranho elo entre sexo e câncer, Programa Dossiê Saúde Essencial. Jolivi.

Ana Paula de Araujo

Ana Paula de Araujo

Editora

Conteúdos Relacionados