Ela controlou o diabetes sem remédios; eis os segredos

Maior Menor
Ana Paula de Araujo

Ana Paula de Araujo

Editora

Essa é a Inez C. Ela descobriu como controlar o diabetes sem medicamentos, apenas com mudanças consistentes em seu estilo de vida. Veja o que ela fez e como você pode seguir o mesmo caminho.

Existe uma doença que matou 70% mais entre 2000 e 2019, segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), órgão da Organização Mundial da Saúde (OMS): o diabetes. Entre homens, houve aumento de 80% dos óbitos.

Enquanto médicos e pacientes se debruçam sobre remédios para controlar os índices de glicemia, especialistas e indivíduos já vêm descobrindo que, sim, é possível domar o diabetes com remédios naturais e mudanças no estilo de vida.

Dúvida? Apresentamos, então, a Inez C. que, no auge de seus 43 anos, controlou o diabetes, emagreceu e diminuiu a circunferência abdominal sem remédios.

Diabetes: como controlar sem remédios? A Inez C. conta

Sua luta contra o diabetes começou na primeira gestação — e seguiu na segunda, tendo ela que, inclusive, tomar insulina para controlar a glicemia. Depois do parto, contou ela à Jolivi, começou a cuidar dessa questão “mais ou menos”.

“O que é um controle mais ou menos? Comer barra de cereal, pão integral, produtos light e diet, o que me rendeu, em novembro de 2018, um peso de 65 kg — eu que meço 1,63”, disse. Na época, sua circunferência abdominal chegou em torno de 100 cm, a glicemia em jejum, 136 mg/dL, e a hemoglobina glicada, 6,5%.

Essa é a Inez C. Ela descobriu como controlar o diabetes sem medicamentos, apenas com mudanças consistentes em seu estilo de vida.

Os números a assustaram. Então, Inez decidiu uma outra abordagem: ficou 30 dias sem carboidratos simples, com uma alimentação rica em frutas. Ao final do mês, sua glicemia havia caído apenas 1 mg/dL, indo para 135 mg/dL, e o peso ainda era o mesmo.

O Vitaminas.com.br lançou o seu mais novo produto: o Gli Sense. Um suplemento com as melhores vitaminas para você baixar a sua glicemia naturalmente e ainda controlar a fissura por doces e carboidratos. Conheça!

Ela percebeu que precisava de algo mais eficiente — porém, isso não significou ser radical. O segredo estava em seu estilo de vida, e ela percebeu isso com as soluções que aprendeu com o Dr. Wilson Rondó Jr, nutrólogo e especialista Jolivi que está à frente de projetos como o Remédio Natural e o Diabetes Zero.

Seguindo as orientações, Inez revolucionou sua alimentação ao cortar carboidratos simples e esqueceu no armário os alimentos industrializados.

Por sorte, o jeito que ela vive a vida ajudou bastante: Inez mora em um sítio no interior de Minas Gerais e cria quase tudo o que come. Além dos ovos caipiras, ela colocou na mesa os porcos de criação própria, carne de gado de pasto, leite de vaca de verdade e, vez ou outra, de búfala.

Inez não passou vontade. Quando batia aquele desejo de comer doce, recorria ao cacau em pó e chocolate 70%. Para preparar os alimentos, óleo de coco, vinagre, banha de porco e muito limão.

Mudanças simples e efetivas permitiram que ela diminuísse sua glicemia em jejum para 100 mg/dL, hemoglobina glicada de 6,1%, exames laboratoriais em dia, o peso para 57 kg e a circunferência abdominal para 83 cm.

“Eu me tornei uma das três pacientes do meu médico que conseguiu controlar o diabetes sem o uso de medicamentos”, comemora. “É possível controlar o diabetes sem remédios!”

Inez descobriu na prática como combater o diabetes sem drogas e sem efeitos colaterais.

Se você também precisa combater o diabetes, conheça o Diabetes Zero, do Dr. Wilson Rondó Jr. No programa, ele ensina o mesmo passo a passo seguido pela Inez e também apresenta suplementos que ajudam a diminuir a vontade de comer doces e controlar a glicemia, como o picolinato de cromo.

Referências:

OMS revela principais causas de morte e incapacidade em todo o mundo entre 2000 e 2019. Link: https://www.paho.org/pt/noticias/9-12-2020-oms-revela-principais-causas-morte-e-incapacidade-em-todo-mundo-entre-2000-e

Ana Paula de Araujo

Ana Paula de Araujo

Editora

Conteúdos Relacionados