Buscar

Dieta para diabético: 5 suplementos que não podem faltar

Maior Menor
Dr. Wilson Rondó

Especialista: Dr. Wilson Rondó

Médico Cirurgião Vascular e Nutrólogo

CRM: CRM 47078/SP

2 julho 2020

Dr. Wilson Rondó é médico formado em cirurgia vascular e especialista em nutrologia. Em seus 33 anos de profissão, já atendeu 20 mil pessoas. Percorreu diversos países pioneiros na visão integrativa do paciente, como França, Alemanha e Estados Unidos, em busca de respostas para o diabetes e a obesidade.

Você está em busca de uma dieta para superar pré-diabetes, diabetes, síndrome metabólica e obesidade?

Hoje separei este espaço para indicar 5 suplementos que são fundamentais para você vencer, não somente as doenças metabólicas citadas, mas também outros sintomas que podem estar diretamente ligados, como colesterol oxidado, triglicérides, pressão alta, gordura no fígado e por aí vai…

 

Conteúdos relacionados:

 

Aqui cabe um alerta: apesar de todas as recomendações estarem baseadas nas pesquisas científicas, é essencial que você procure ajuda de um médico de confiança.

É ele que vai te ajudar na indicação de exames e de dosagens e acompanhar o desenvolvimento da sua saúde. Não aconselho a automedicação.

Dito isso, vamos então falar destes 5 nutrientes-chave:

  • Vinagre de maçã (que você não precisará de prescrição, claro);
  • Berberina;
  • Vitamina D3;
  • Ômega 3 (de preferência o óleo de krill);
  • TCM (Triglicérides de Cadeia Média).

5 suplementos que devem fazer parte da dieta para diabético

Vinagre de Maçã

Eu diria que o vinagre de maçã é um dos refrigerantes mais antigos do mundo e um dos primeiros e mais valorizados remédios naturais.

Já em 400 a.C, Hipócrates, famoso como o “pai da medicina”, usou o vinagre como antibiótico para tratar os seus pacientes.

Na era dos romanos e egípcios, havia muito vinagre potente nas mesas de refeições. Durante o século 19, o vinagre era usado como curativo, e no século 20 as pessoas bebiam coquetel de vinagre de todo tipo.

Uma solução tão simples, que você encontra no supermercado e não na farmácia, tem poderes para o combate à diabetes e obesidade.

Um estudo publicado no Diabetes Care demonstrou que o consumo de vinagre de maçã melhorou a glicemia em aproximadamente 25% entre pessoas acompanhadas e diagnosticadas com diabetes.

Com o uso prolongado do vinagre de maçã, foi possível observar, além da melhora da glicemia, um efeito colateral prazeroso: a perda de peso.

Quer perder de peso? Conheça o real vilão e o seu maior aliado

Um hormônio do seu corpo é quem determina se você perde ou acumula gordura. E para perder peso, basta você ativá-lo da maneira certa, sem usar nenhum tipo de dieta mirabolante, exercício extenuante ou remédio duvidoso.

Neste vídeo, o Dr. Victor Sorrentino revela a forma simples de usar o hormônio a seu favor. Assista aqui.

Neste estudo, os participantes usaram duas colheres de sopa de vinagre de maçã antes das duas principais refeições e perderam em média 4kg por mês, sendo que alguns perderam até 8kg.

Segundo a conclusão dos cientistas da Arizona State University, “a ingestão diária de vinagre de maçã pode ser útil na prevenção da síndrome metabólica, na capacidade de equilibrar seu açúcar no sangue, recuperação da sensibilidade à insulina, e redução da obesidade”.

Deixei aqui um passo a passo para você escolher o melhor vinagre e como consumi-lo.

Berberina

Você sabia que existe um nutriente que pode funcionar melhor que a Metformina?

Estou falando da berberina, um componente encontrado em várias ervas que estão em uso na China há séculos para tratar o diabetes tipo 2.

Pesquisas recentes demonstraram que ela pode também controlar o seu colesterol oxidado e triglicérides.

Existe um grande volume de pesquisas (mais de 3.500 estudos na PubMed) sobre a berberina. Alguns deles, publicados em 2008 em jornais médicos bem conhecidos sugerem que a berberina é tão eficaz e, claro, mais segura do que a Metformina.

O estudo “Efficacy of Berberine in Patients with Type 2 Diabetes”, publicado na revista científica Metabolism resolveu fazer esta comparação.

500 mg de berberina tomada duas a três vezes por dia durante três meses foi capaz de controlar o açúcar no sangue e metabolismo lipídico tão eficazmente como o remédio, sendo descrita como um “potente agente oral hipoglicêmico”.

Árvore de berberina

A berberina pode funcionar muito melhor que a Metformina!

Em uma revisão publicada no International Journal of Endocrinology observou-se que a berberina:

  • Age estimulando a absorção de glicose nas células;
  • Melhora a sensibilidade à insulina;
  • Reduz a produção de glicose no fígado;
  • Modula a microbiota intestinal;
  • Regula o metabolismo de gordura;
  • Inibe a absorção de glicose no intestino.

Os estudos sugerem dosagens de até 1.500 mg por dia, o que pode ser dividido em 500 mg, três vezes por dia antes das refeições.

Vitamina D3

A vitamina D3 é, na verdade, um hormônio que tem dois potenciais extremamente desejáveis:

  • Evita e previne o diabetes tipo 1 (considerado por muitos uma sentença em que não há escapatória);
  • Reverte e regride o diabetes tipo 2.

O diabetes tipo 1 acomete principalmente crianças e adolescentes e é abordado pelos médicos como uma doença autoimune. Por razões ainda não muito claras, em alguns organismos, o pâncreas simplesmente perde a capacidade de produzir insulina.

E neste cenário que o estudo organizado pelo Departamento de Medicina da Universidade de Alberta, no Canadá, e publicado na revista científica Canadian Family Physician sugere que administrar Vitamina D3 já na infância (2.000 UI por dia) é o suficiente para evitar que este problema de saúde apareça. O risco é reduzido em 80%.

Há profissionais que recomendam dosagens maiores ainda. Deve-se monitorar periodicamente esses níveis de vitamina D3 no sangue.

[VÍDEO] Emagrecer facilmente como aos 20 anos… depois dos 40?

Neste vídeo, a Dra. Denise de Carvalho ensina a derreter 8, 10 ou 20 quilos facilmente, em qualquer idade.

O segredo? Despertar o Hormônio Acelerador de MetabolismoAssista clicando aqui.

Ômega 3

O ômega 3 é um ácido graxo poli-insaturado considerado essencial porque nosso corpo não pode produzi-lo, devendo ser absorvido por dieta.

Nos últimos anos, muitos estudo e investigações clínicas têm se debruçado sobre o metabolismo do ômega 3.

Graças a isso, sabemos que ele é essencial para o crescimento e o desenvolvimento normal dos seres humanos e tem papel importante na prevenção e no tratamento da diabetes, síndrome metabólica.

Além disso, a deficiência de ômega 3 aumenta o risco de desenvolver: câncer, artrite e outras doenças osteoarticulares, doenças inflamatórias e autoimunes, doença renal, colite ulcerativa, doença de Chron, doença pulmonar obstrutiva crônica e entre outras.

TCM (Triglicérides de Cadeia Média)

O último suplemento que indico é um produto originado do coco, o óleo TCM (Triglicérides de Cadeia Média). Trata-se, efetivamente, da forma mais pura e eficaz do já famoso óleo de coco.

Muito tem se falado sobre o óleo de coco ultimamente. Porém, eu vou além, e sugiro que você utilize o TCM isolado.

Isso porque é esta fração do produto que desempenha melhor a geração de energia, queima de gordura e diminuição do apetite, além de ser um produto mais puro e sofisticado.

Infelizmente, em relação ao óleo de coco que tem sido popularmente comercializado, nós temos observado uma alteração nestes produtos da mesma forma que se vê nos óleos de oliva, o que faz com o que o óleo não seja puro.

Óleo de coco, um dos alimentos que ajudam na prevenção do câncer

Prefira sempre o óleo de coco TCM ou extra virgem

Se você não encontrar o TCM, eu aconselho que você procure um óleo de coco extra-virgem, com boas referências e que não demore para consumi-lo.

Uma revisão sistemática da influência do uso dietético dos TCMs na composição corpórea, expedição de energia e saciedade foi conduzida pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Os achados confirmam que os TCMs são rapidamente metabolizados e não se depositam no tecido adiposo, sendo um possível aliado para o controle de peso.

Além disso, para analisar a influência do consumo dos TCMs em saciedade, composição corpórea e expedição de energia, a revisão da literatura foi feita através de estudos clínicos controlados reportados no PubMed e Elsevier, entre o ano de 2000 e 2010.

Foram selecionados 14 artigos com usos de curta e longa duração, observando-se que:

  • 6 mostraram redução em índice de massa corpórea em consequência da perda de gorduras;
  • 1 mostrou efeito positivo em saciedade;
  • 4 mostraram um aumento de expedição de energia.

Além disso, os estudos indicam que o TCM melhora a relação de risco LDL/HDL, um confiável parâmetro de saúde e risco cardíaco.

Existem algumas formas de consumir os TCMs: em óleo, em pó ou em cápsulas. Em todas as formas, o ideal é que você comece com baixas quantidades e aumente de acordo com a adaptação do seu organismo.

Viu como existe vários suplementos que podem te auxiliar na prevenção e no tratamento do diabetes? Leve essas recomendações para o seu médico de confiança e, juntos, elaborem o caminho para a saúde verdadeira.

Se você gostou desse conteúdo, comente aqui embaixo e compartilhe com seus amigos e familiares.

[Livro Gratuito] Os 73 Segredos da Cura Sem Remédios

As soluções naturais mais efetivas para pressão alta, diabetes, dores nas articulações, impotência e outros problemas de saúde foram reunidas na mais nova publicação da Jolivi: “O Grande Livro da Saúde Natural – Os 73 Segredos da Cura Sem Remédios“.

Saiba como receber seu exemplar gratuito e tenha para sempre a verdadeira bíblia da saúde natural para consultar quando quiser.

Dr. Wilson Rondó

Especialista: Dr. Wilson Rondó

Médico Cirurgião Vascular e Nutrólogo

CRM: CRM 47078/SP

2 julho 2020

Dr. Wilson Rondó é médico formado em cirurgia vascular e especialista em nutrologia. Em seus 33 anos de profissão, já atendeu 20 mil pessoas. Percorreu diversos países pioneiros na visão integrativa do paciente, como França, Alemanha e Estados Unidos, em busca de respostas para o diabetes e a obesidade.

Conteúdos Relacionados