A dieta cetogênica pode matar câncer de fome

Maior Menor

“Que seu alimento seja seu remédio e que seu remédio seja seu alimento”

Hipócrates já dizia 400 anos A.C a mensagem que permanece atual, mas infelizmente ainda não é praticada pelas pessoas.

Há muita resistência em aceitar o poder nutricional para prevenção e regressão de doenças, especialmente quando o assunto é o câncer.

É sobre isso que quero lhe falar hoje:

Sabemos que o câncer é uma doença multifatorial, ou seja, as causas são variadas.

Costumo dizer que você não vai atravessar a rua um belo dia e um câncer vai cair na sua cabeça.

Mas, se por um lado a população em geral aprendeu a responsabilizar a “genética”, por outro, permanece ignorando uma das maiores descobertas da ciência que até já ganhou o Nobel.

Sim, foi em 1930 que Otto Warburg desvendou um mecanismo que mudou a forma de pensar na nutrição e o câncer.

Vamos lá para as revelações de Warburg.

Veja também: o Menu Anticâncer que mata as células cancerígenas

açúcar câncer dieta cetogênica

As revelações de Dr. Warburg

O principal combustível das células é o oxigênio. É através dele que boa parte da energia do corpo é gerada.

O que o Dr. Warburg descobriu é que a célula cancerígena perde a capacidade de usar o oxigênio.

Ela passa então a se desenvolver em ambiente ácido, anaeróbio (sem oxigênio) e, também por isso, passa a ficar “faminta” por mais e mais açúcar.

Você sabia que a célula cancerígena é 19 vezes mais ávida por glicose do que uma célula normal?

Pois é…

Com essa descoberta sobre o “alimento preferido da célula cancerígena”, não há jeito de prevenir ou frear o câncer sem mudar a alimentação.

Mais precisamente: se você cortar a glicose você, literalmente, mata o câncer de fome.

Ao concluir isso, você pode me perguntar: e qual é a forma de fazer isso?

Dieta cetogênica mata as células cancerígenas

Nos meus mais de 45 anos de experiência e mais de oito horas de estudos diários, eu cheguei a forma mais efetiva de não nutrir os tumores malignos.

O nome deste plano alimentar é: dieta cetogênica.

É ela que vem ganhando mais fama entre os médicos e nutricionistas e já conquistou a ciência. Há mais de 1500 livros na Amazon.com que falam bem sobre o assunto. No Pubmed, que reúne artigos científicos, há mais de 2000 resultados para a dieta.

Para adotar a dieta cetogênica, você precisa dar um reset em tudo o que você conhece sobre dietas.

Chega de gordurofobia

A gordurofobia, ou seja, o pavor de consumir gordura, privou as pessoas de encararem a cetogênica como um caminho sério e efetivo.

Apesar do nome complicado, a dieta cetogência é simples.

Ela consiste em uma diminuição drástica no consumo de carboidratos e aumento no consumo de gorduras boas.

Quando reduzimos bruscamente o consumo de carboidratos, o organismo precisa encontrar outra fonte energética.

Diferentemente do que é pregado por aí, o corpo tem sim a habilidade de transformar proteína em energia e gordura em capital energético.

Dessa maneira, você mata a célula do câncer de fome. E alimenta seu organismo em direção à regeneração.

A diminuição da gordura armazenada no corpo também melhora outros indicadores de saúde, como a insulina e a testosterona que voltam a funcionar de forma plena.

Está gostando desse artigo?
Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos sobre saúde natural
Receba Já

*Não vamos distribuir seu e-mail

Como começar a dieta cetogênica?

Uma dieta cetogênica, que prioriza o consumo de gordura em vez de carboidrato, proporciona também :

– emagrecimento seguro e saudável;
– claridade mental;
– reduz ansiedade (ação sedativa);
– melhora o humor (anticonvulsante) e;
– elimina a compulsão.

Como sugestão de primeiro passo cetogênico, indico que você precisa diminuir: Pães, massas, batata, mel, tapioca, milho e cereais. Ou seja, todos os alimentos com alto teor de glicose.

No lugar deles, aposte em fontes boas de energia, como azeite, óleo de coco, castanhas, abacate, ovo.

Atenção ao consumo de carne!

Em geral, a dieta cetogênica aceita este alimento, mas no caso do câncer eu tenho que eliminar toda a proteína animal porque ela alimenta o chamado MTOR e ele, por sua vez, é proliferativo. Ou seja, ajuda o câncer a crescer.

Veja também: o segredo que Hitler não conseguiu levar para o túmulo

QUER RECEBER NOVIDADES DA JOLIVI PELO FACEBOOK MESSENGER?

Insira seu e-mail e receba nossos conteúdos gratuitos sobre saúde natural: