Dá para cuidar da próstata aumentada de forma natural?

Maior Menor
Ana Paula de Araujo

Ana Paula de Araujo

Editora

Cerca de 70% dos homens acima de 70 anos têm hiperplasia prostática benigna (HPB), a chamada próstata aumentada. Existe uma forma de lidar com isso sem efeitos no seu corpo? Sim. Conheça a alternativa à Finasterida.

Depois dos 50 anos, os médicos logo ficam de olho em uma condição que afeta muitos homens. O nome assusta: hiperplasia prostática benigna (HPB). Porém, evidências científicas apontam que há uma forma natural de lidar com a questão sem efeitos colaterais indesejados como impotência e redução da libido.

A HPB é um tumor benigno extremamente comum em homens — e que não revela predisposição a ter câncer de próstata.

No entanto, ele pode trazer alguns incômodos. Geralmente, um dos primeiros sinais notados é a vontade frequente de urinar — e, na hora de satisfazê-la, dificuldade ou mesmo incapacidade.

Isso acontece porque, conforme a próstata aumenta, ela comprime a uretra — o canal que conduz a urina para fora da bexiga —, reduzindo o jato urinário.

Sem tratamento, conforme o quadro evolui, pode vir a infecção urinária e, por fim, danos sérios ao sistema urinário do homem.

Um estudo publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA) aponta que a Finasterida pode ter efeitos colaterais nada desejados

Por que a próstata aumenta?

De acordo com o médico urologista Dr. Alain Dutra, uma das causas para o aumento da próstata está ligada ao aumento descompassado da di-hidrotestosterona (DHT), um derivado da testosterona, e aumento da concentração de estrogênio — o hormônio feminino — no tecido da próstata. Por isso, é comum que o médico logo receite a Finasterida.

Porém, um estudo publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA) aponta que a medicação pode ter efeitos colaterais nada desejados — especialmente por homens que querem se manter sexualmente ativos.

Alguns dos efeitos descritos na própria bula são a redução da libido, impotência, problemas na ejaculação, entre outros.

Existe uma forma de lidar com a HPB sem lidar com esses efeitos?

Sim, existe. Aqui, entra outra descoberta da ciência: a planta saw palmetto, ou Serenoa repens.

Um estudo conduzido por pesquisadores de Mineápolis, nos Estados Unidos, apontou que a saw palmetto melhorou tanto sintomas urológicos quanto o fluxo urinário, do mesmo jeito que a Finasterida — e sem os efeitos indesejados do remédio.

Uma outra pesquisa realizada por estudiosos da Universidade de Catania, na Itália, mostrou o sucesso da Serenoa repens — especialmente aliada aos nutrientes selênio e licopeno.

Além disso, a saw palmetto também é valiosa para combater a disfunção erétil, ejaculação precoce, falta de libido e até mesmo calvície.

Todos esses efeitos vêm da sua ação antiandrogênica, antiproliferativa e anti-inflamatória. Estudos apontam que ela inibe a atividade da enzima que transforma a testosterona em di-hidrotestosterona — justamente o hormônio que causa o aumento da próstata.

Além disso, quem toma o extrato da planta também pode contar com sua ação anti-inflamatória, que alivia os sintomas mais incômodos da próstata aumentada no momento de urinar.

Você Sabe Qual Desses Legumes Pode DESINCHAR SUA PRÓSTATA?

Cientistas de renomadas universidades descobriram que as sementes de um legume muito comum pode desinchar a próstata. Consegue adivinhar que legume é esse? (A maioria das pessoas erra)

Clique aqui para pular direto para a resposta

Referências

Sociedade Brasileira de Urologia

Tacklind J, MacDonald R, Rutks I, Wilt TJ.. Serenoa repens for benign prostatic hyperplasia, Cochrane Database Syst Rev. 2002;(3):CD001423. doi: 10.1002/14651858.CD001423.

Thomas J. Moore. Finasteride and the Uncertainties of Establishing Harms. JAMA Dermatol. 2015;151(6):585-586. doi:10.1001/jamadermatol.2015.37. Link: https://jamanetwork.com/journals/jamadermatology/article-abstract/2212243

Effects of Serenoa Repens, Selenium and Lycopene (Profluss®) on chronic inflammation associated with Benign Prostatic Hyperplasia: results of “FLOG” (Flogosis and Profluss in Prostatic and Genital Disease), a multicentre Italian study. Int Braz J Urol 39 (2), Mar-Apr 2013. Link: http://www.scielo.br/j/ibju/a/HbHMVFpXJj44wyy4gv6QKLC/

Oncoguia. Você sabe o que é Hiperplasia Prostática Benigna? Link: http://www.oncoguia.org.br/conteudo/voce-sabe-o-que-e-hiperplasia-prostatica-benigna/9594/426/

Ana Paula de Araujo

Ana Paula de Araujo

Editora

Conteúdos Relacionados