Chá para ansiedade: conheça 3 calmantes naturais

Maior Menor
Dr. Nelson Annunciato

Dr. Nelson Annunciato

Neurocientista

25 junho 2020

Dr. Nelson Annunciato é pós-graduado e especialista em órgãos dos sentidos pelo Departamento de Biologia da UNICAMP; Doutorado em Neurociências pelo Instituto de Ciências Biomédicas da USP e pela “Medizinische Universität zu Lübeck” (Universidade Médica de Lübeck, Alemanha); Pós-doutorado em Programas de Reabilitação Neurológica pelo “Kinderzentrum München” (Centro Infantil de Munique, Alemanha).

Hoje quero falar sobre o transtorno de humor que mais tira a qualidade de vida na atualidade.

Falo da ansiedade, que sequestra sua capacidade de viver o presente e te joga para um lugar obscuro, onde só moram as aflições das incertezas com o futuro.

Tenho 40 anos como neurocientista e, depois de viver na pele essa doença, descobri que a ala da psiquiatria procura soluções no lugar errado.

Em vez dos circuitos cerebrais, está em seu intestino a resposta para superar a ansiedade, a depressão, o estresse e a insônia.

Muitos desses problemas, inclusive, podem ser manifestações da deficiência nutricional.

E é por isso que os nutrientes podem funcionar de forma bem mais efetiva do que os remédios sintéticos produzidos para esse fim.

O problema do uso crônico de remédios

Já são coleções de evidências científicas que condenam o uso crônico dessas medicações, tanto por causa dos seus efeitos colaterais quanto em decorrência do seu efeito nenhum.

Só para citar um exemplo, trago para conversa o famoso Rivotril.

Nos últimos quatro anos, o Brasil acumulou a venda de nada mais nada menos do que 5.186.981 caixas de Clonazepan (composto existente no Rivotril). O crescimento de vendas no período analisado foi de 4 vezes.

E, pasmem: o Clonazepan nem tem autorização para ser usado por ansiosos em sofrimento. Sua única autorização testada é para funcionar como “antiepilético”. Isso impõe riscos aos usuários.

Rivotril, inclusive, é considerado um medicamento promotor de “doping” social”.

E isso não é um convite para o abandono por conta própria das medicações, de forma nenhuma. Mas pode ser um bom ponto de partida para você começar a dar a volta por cima e recuperar o desejo de viver.

Até porque existem alternativas terapêuticas mais efetivas e naturais para você controlar a sua ansiedade.

3 chás que ajudam a combater a ansiedade

1. Chá de camomila

Esse chá, além de acalmar, vai te ajudar a dormir melhor.

Um estudo americano acompanhou pacientes com ansiedade generalizada por cinco anos e notou que o extrato de camomila diminuiu a ansiedade.

Um outro estudo, da Universidade da Pensilvânia (EUA), mostrou que a camomila produziu uma redução clinicamente significativa nos sintomas de ansiedade durante 8 semanas, com uma taxa de resposta comparável à observada durante a terapia medicamentosa ansiolítica convencional.

Os efeitos promissores da camomila levaram, inclusive, pesquisadores de Ohio a estabelecer o seguinte título à planta: Camomila, um remédio herbal do passado com futuro brilhante.

Como preparar?

O chá de camomila é tão simples de se fazer e seguro que eu nem precisava te deixar a receita aqui, mas tenho uma dica: prefira sempre a planta seca ou fresca aos chás de saquinho (eles também não são tão amigos da sua sexualidade).

Compre camomila de um fornecedor confiável por conta dos riscos de fungos em locais em que a planta não é seguramente armazenada.

A cada preparo, coloque 200ml filtrada para ferver. Assim que a água começar a borbulhar, coloque uma colher de sopa de camomila, tampe o recipiente por cinco minutos para abafar. Depois disso coe e beba em seguida.

Você pode começar hoje mesmo a beber uma xícara de chá meia-hora antes de dormir e amanhã pode ampliar para uma xícara à tarde e uma xícara à noite.

Se você deseja usar o extrato de camomila, fale com o seu médico sobre a melhor dosagem para o seu caso.

2. Chá verde

Um estudo realizado na Índia verificou os efeito antidepressivo e ansiolítico da Camellia sinensis em ratos que tiveram alto estresse induzidos. Os efeitos foram observados com apenas 6 dias de tratamento.

Recentemente, cientistas do Japão se propuseram a avaliar o poder deste chá. Os resultados são animadores. Por 11 anos, foram acompanhadas 40.530 pessoas. Entre os homens, aqueles que consumiam mais de 5 xícaras de chá verde por dia, apresentaram 12% menos mortes por qualquer causa.

Entre as mulheres, a mortalidade por doença cardiovascular foi 31% menor entre as consumidoras de 500ml de chá verde diários. As folhas do chá verde contêm alta concentração de catequina, um poderoso antioxidante muito benéfico para o organismo.

Além de vitaminas C, K e do complexo B, e minerais como potássio e magnésio, todos ingredientes muito poderosos para o sistema cardiovascular.

xícara de chá verde

Chá de verde é um chá calmante que você pode utilizar para controlar a ansiedade

O  chá verde possui um aminoácido chamado L-teanina, que, em conjunto, fornecem mais energia, disposição e capacidade de concentração. Outro componente poderoso do chá verde são os polifenóis. A ciência já comprovou que os polifenóis diminuem a inflamação do organismo e têm potencial antitumoral.

Como preparar?

Para colher todos esses benefícios, é preciso estar atento a dois pontos principais.

O primeiro é sobre a quantidade: insira o chá verde, feito com folhas e água fervente, na sua rotina e beba até 3 xícaras por dia.

Para que você saiba 200ml de chá verde podem conter, em média 20 a 60mg de cafeína (dependendo do modo de preparo e entre outros), embora seja bem menos do que o café.

O segundo cuidado está na hora do preparo.

Coloque 1 litro de água para ferver e, assim que surgirem as primeiras bolhinhas, desligue o fogo. Acrescente 2 colheres de sopa para essa receita e abafe por 3 minutos. Dessa forma, os nutrientes e antioxidantes estarão mantidos.3. Chá de colônia

Muitas vezes, acreditamos que só medicamentos tarja preta podem nos ajudar a ter uma noite de sono mais tranquila, mas a solução pode estar em uma colorida e saborosa xícara de chá de Colônia.

Dois estudos diferentes realizados com ratos, um aplicado no Brasil e outro no Japão, atestaram a eficácia.

Nestes estudos, os ratos que usaram Colônia mostraram reações relaxadas em seu comportamento mesmo sendo submetidos à pressão ou situações estressantes.

Outro estudo realizado no Brasil em 2008 avaliou que a planta produz baixa toxicidade, mesmo quando usado em doses elevadas. Ou seja, a Colônia pode ser usada por crianças, jovens e idosos que buscam uma maneira natural de manejar a ansiedade e insônia.

Seu impacto no sono promove uma reorganização do cérebro. Faz com que, literalmente, a área de choque que deixa pronto para fugir ou atacar, fique em equilíbrio.

Como preparar?

Se você optar pelo chá, pode usar tanto as folhas como as flores. A vantagem das flores é que elas deixarão o chá cor-de-rosa e ainda mais perfumado.

Atenção nas quantidades: uma colher de sobremesa de planta picada para cada xícara de chá é o suficiente.

Para mais detalhes, confira aqui as dicas do Prof. Daniel Forjaz.

Recupere o seu AUGE mental, físico e sexual

Esqueça a finasterida que derruba a sua testosterona e abala sua performance no quarto. Conheça hoje as três etapas para você reconquistar a sua Potência Máxima em apenas 90 dias.

E, de brinde, você pode ter acesso GRATUITO a um documento com todos os ingredientes naturais capazes de devolver cabelos volumosos e fortes. Basta clicar aqui.

Dr. Nelson Annunciato

Dr. Nelson Annunciato

Neurocientista

25 junho 2020

Dr. Nelson Annunciato é pós-graduado e especialista em órgãos dos sentidos pelo Departamento de Biologia da UNICAMP; Doutorado em Neurociências pelo Instituto de Ciências Biomédicas da USP e pela “Medizinische Universität zu Lübeck” (Universidade Médica de Lübeck, Alemanha); Pós-doutorado em Programas de Reabilitação Neurológica pelo “Kinderzentrum München” (Centro Infantil de Munique, Alemanha).

Conteúdos Relacionados