Neste carnaval, cuidado com a azulzinha

Maior Menor

O Carnaval finalmente chegou.

E nessa época, como diz os meus pacientes, as pessoas se permitem exagerar.

Além do abuso de álcool, há um outro exagero que me preocupa. É o uso indiscriminado dos remédios indicados para impotência sexual.

O mais conhecido deles é aquele um de cor azul. Mas, ao longo dos anos, outros similares surgiram.

Muito cuidado!

Se você não é o Hugh Hefner (1926 – 2017) – o fundador da revista Playboy que morreu aos 91 anos e era conhecido pelo uso do Viagra desde os anos 90, quando passou a ficar dentro de casa, apenas de pijamas e rodeado de mulheres – é preciso que você entenda os riscos do uso de remédios que aumentam a sua ereção.

Quando você usa o Vagra, o Cialis ou o Levitra, eles estão te ajudando a mascarar, por um tempo muito curto, um problema que pode ter resolução de formas que podem ser tão simples quanto entrar em uma farmácia e pagar por um medicamento.

O fato desses remédios serem vendidos sem prescrição médica faz parte das minhas preocupações como médico. Essa facilidade retira do homem a percepção dele em relação à sua saúde.

Hoje, além dos homens de mais de 40 anos fazerem o uso do azulzinho, porque é sabido que homens começam a reduzir os seus níveis de testosterona entre 1 e 2 por cento ao ano após essa idade, muitos homens mais jovens, sexualmente ativos, transformaram o uso do medicamento em um vício desnecessário.

viagra carnaval

Entre os efeitos colaterais do uso indiscriminado da promessa pela sua potência sexual, esses medicamentos apresentam efeitos colaterais como urticária, tonturas, vômitos, palpitações e aumento dos batimentos cardíacos, dor no pênis, visão embaçada, e outros.

E não acaba por aí…

Há ainda riscos mais graves à vida e à saúde, pois o uso pode causar um ataque cardíaco – vemos isso em filmes e no noticiário – além do priapismo, uma ereção continuada que causa trombose no corpo cavernoso do pênis (que concentra a maior quantidade de sangue durante a ereção). Isso leva à necrose do pênis, que precisa ser amputado.

Esse risco, de amputação, é ainda maior em homens mais jovens. No Brasil, cerca de 1.000 homens têm seus pênis amputados por ano por uma série de motivos.

O Viagra não traz só riscos ao homem. De acordo com o Ministério da Saúde, o uso do remédio azul é um dos motivos pelo aumento dos índices de HIV entre mulheres acima de 60 anos.

Enquanto, no país, os índices de pessoas diagnosticadas com HIV têm caído ao longo dos anos em todas as faixas etárias, entre as mulheres acima de 60 anos o aumento foi de 24,8 por cento dos casos entre 2005 e 2015.

Isso porque, além de homens usarem o viagra como única possibilidade para uma longa vida sexual, as mulheres após a menopausa deixam de ser preocupar com o uso da camisinha porque não precisam evitar mais a gravidez. E esse conjunto de fatores traz como consequência a Aids.

Estrogênio é hormônio masculino também

Apesar de você ter ouvido que o estrogênio é um hormônio feminino, ele também está no corpo masculino e interage diretamente com a testosterona.

Se você está com deficiência de testosterona e aumento do nível de estrógenos, há uma alteração na qualidade de ereção do pênis.

Aos meus pacientes, além de indicar formas de controle de estresse – extremamente importante para o comportamento dos hormônios – também sugiro a inclusão, na alimentação, de alguns nutrientes simples, presentes no brócolis e rabanete, por exemplo.

Está gostando desse artigo?
Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos sobre saúde natural
Receba Já

*Não vamos distribuir seu e-mail

Esses alimentos aumentam naturalmente os índices de testosterona do nosso corpo. Esses dois vegetais são ricos em uma substância que reduz a aromatase. Substância que faz a conversão de testosterona em mais estrogênio. A ação do brócolis e do rabanete é trabalhar para o efeito contrário: aumentar testosterona e equilibrar o estrogênio.

Uma outra indicação que dou aos meus pacientes e que tem efeitos sobre a falta de ereção é o ginseng vermelho coreano, um fitoterápico. Um estudo da Escola Paulista de Medicina, da Unifesp, com dosagens de 3g diárias em homens com disfunção erétil apresentou melhora em 66,6% dos casos no uso por 16 semanas.

ginseng coreano carnaval

O ginseng é vendido por meio de chás e cápsulas e pode ser encontrado em casas de produto naturais.

Consulte o seu médico para saber qual é a dosagem mais apropriada para você. Como eu sempre digo: o exagero de fitoterápicos também pode causar mal à sua saúde.

Um abraço, aproveite o Carnaval com responsabilidade!

Um recado breve…

Se você avalia que mais pessoas podem se beneficiar com estes conteúdos gratuitos, compartilhe.

E para ter mais informações saudáveis, siga a página do Facebook da Jolivi aqui.

Veja também: A fruta que devolve a sua masculinidade

Insira seu e-mail e receba nossos conteúdos gratuitos sobre saúde natural: