Abacaxi: a fruta que melhora a azia e afina o sangue

Maior Menor
Doutor Mikhael Marques

Doutor Mikhael Marques

Médico, palestrante e escritor

CRM: CRM- 57030-MG

Além de deliciosa, o abacaxi é uma fruta que carrega compostos interessantes e positivos à saúde; ela mantém o sangue livre de coágulos e melhora a digestão e o refluxo

Olá, como vai?

Recebo frequentemente em meu consultório pacientes aflitos e em busca de uma pílula mágica que resolva todos os seus problemas.

Eles querem saber de suplementos, vitaminas e outras recomendações — majoritariamente naturais, claro — para sanar problemas clássicos de saúde.

  • Pressão descontrolada;
  • Diabetes e resistência insulínica;
  • Insônia e ansiedade;
  • Câncer;
  • E outros…

Mas uma coisa que eu sempre defendo, tanto para os meus pacientes quanto para os meus alunos, é que nenhuma solução se encontra nos extremos.

Para mim, são as atitudes básicas que podem fazer toda a diferença.

Por exemplo: um estudo novíssimo, publicado em junho no Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism, mostrou que pessoas que consomem duas porções de frutas por dia têm 36% menos chances de desenvolver diabetes tipo 2 do que aquelas que consomem menos da metade de uma porção.

Esse efeito protetivo, no entanto, não foi observado em quem consumia o suco da fruta — que é muito mais concentrado em açúcares e pobre em fibras do que o alimento in natura.

Mas é claro que há frutas e frutas. O que eu gosto de recomendar aos meus pacientes é que tentem variar sempre que possível. Não precisa comer só banana a semana inteira, entende?

Existem frutas que, além de saudáveis e saborosas, carregam compostos muito interessantes e positivos para a nossa saúde.

É justamente o caso do abacaxi!

O abacaxi é aquela fruta tropical e simples que protege a saúde de diferentes formas: mantendo o sangue livre de coágulos; melhorando a digestão e o refluxo; e até prevenindo o câncer

O grande destaque dessa fruta tem nome: bromelina.

Conheça o Gli Sense, o suplemento do Vitaminas.vc e controle os seus níveis de glicemia

A bromelina é considerada uma enzima que “destrói” fibras, ou seja, ela é capaz de chegar a um coágulo, ou a uma junção de plaquetas (um coágulo, por exemplo), e literalmente derreter as fibras que compõem essas estruturas, devolvendo fluidez ao sangue

Sabe aquele produto que você usa no encanamento de casa para dissolver sujeira, cabelos e outros dejetos, para que a água volte a fluir? É mais ou menos assim que a bromelina age no nosso sangue. 

Um estudo conduzido pela Universidade Livre de Berlim analisou, em amostras in vitro, a ação da bromelina no sangue. 

A descoberta foi incrível: segundo os pesquisadores, o extrato de abacaxi, em doses de apenas 10 microgramas, evitou completamente a agregação plaquetária que dá início à formação dos coágulos.

E os coágulos, como você talvez já saiba, são um perigo quando estão “soltos” pela corrente sanguínea, podendo levar a um quadro de embolia ou até mesmo AVC. 

É um pontapé para o surgimento de doenças cardiovasculares.

Azia depois do almoço? Coma abacaxi!

Um fato muito interessante sobre o abacaxi é que aquela parte central mais dura que todo mundo joga fora é a que, em realidade, possui a maior quantidade de bromelina. 

E se a bromelina é poderosa até para dissolver coágulos, imagine o que ela não é capaz  de fazer pela indigestão e refluxo que algumas pessoas costumam sentir após fazer as refeições?

Uma pesquisa publicada na revista médica The British Medical Journal mostrou o potencial da bromelina contra a dispepsia, condição que inclui sintomas como gases, náuseas, queimação e inchaço sentidos logo após o consumo de alguns alimentos.

E uma outra revisão de mais de 100 estudos sobre a substância foi além e apontou os poderes terapêuticos da bromelina na redução de dores crônicas e inflamações; na melhora da imunidade e da cicatrização de feridas; e até como coadjuvante no tratamento do câncer.

Agora, se sobrar a casca  do abacaxi, te faço um pedido: não a jogue fora.

Você pode aproveitar esta parte do alimento no preparo de um delicioso chá. É bem simples: basta ferver as cascas com água por cerca de 15 minutos. Então, descarte as cascas e beba o líquido quente ou gelado.

Por fim, seja na hora de comer o abacaxi em rodelas ou ao tomar o chá da casca da fruta, aproveite para acrescentar mel e própolis à receita.

É uma forma de potencializar ainda mais as propriedades medicinais e funcionais do abacaxi. Mas atenção: tem que ser o mel e o própolis certos, ok?

Eu te ensino como escolher mel e própolis no meu projeto Saúde Transformadora.

Seja feliz e coma abacaxi!

Um abraço,

Dr. Mikhael Marques

Doutor Mikhael Marques

Doutor Mikhael Marques

Médico, palestrante e escritor

CRM: CRM- 57030-MG

Conteúdos Relacionados