Derrubamos 5 mitos sobre alimentação e saúde

Maior Menor
Pedro Bezerra Souza

Pedro Bezerra Souza

5 agosto 2021

Editor

Quantas vezes você escova os dentes? Gosta de bacon e café? O que te dizem sobre o ômega 3? Costuma passar filtro solar na pele? Você precisa conhecer verdades sobre tudo isso

Na internet, em conversas de calçada e até em meios oficiais de comunicação. Você já deve ter ouvido muito disse-me-disse sobre hábitos alimentares e recomendações de saúde.

Evite isso. Não coma aquilo. Cuidado, vai te dar câncer, hein. Tome isso aqui que vai fazer bem. 

E, muitas vezes, não passam de grandes mitos.

Por isso, chamei o médico e especialista da Jolivi, Dr. Wilson Rondó Jr., para desmentir cinco grandes falácias que contam por aí.

Olha o que ele escreveu…

Mito 1 – Escove os dentes 3x ao dia

Ao escovar os dentes três vezes por dia, você está levando um produto super tóxico à sua boca: o flúor. Em uma pasta de dentes básica, há quantidade de flúor suficiente para matar uma criança de 10kg. Isso mesmo.

Quando introduzido no nosso corpo, o flúor age como um inibidor enzimático que faz com que as células deixem de funcionar. Essa substância é e sempre foi listada como um veneno letal no Manual Merck, o manual básico de doenças e toxinas, usado como referência por todos os médicos.

Estudos realizados por todo o mundo têm provado que adicionar flúor à água de beber (cidades no Brasil fazem isso, a exemplo de São Paulo, Curitiba e Brasília) não é totalmente efetivo na redução ou prevenção da cárie dentária.

O excesso de flúor pode causar cáries, náuseas, manchas nos dentes, diarreias e até mudar a estrutura celular do enema dentário nos anos de formação, quando o dente está em desenvolvimento.

Procure consumir água que não seja clorada, usando sistemas de filtragem que eliminem o flúor, como o sistema de osmose reversa, por exemplo. No que diz respeito aos cuidados bucais, é difícil encontrar pasta de dentes e solução para gargarejo sem flúor. Uma boa dica é procurar em lojas de produtos naturais. Ou, quem sabe, o óleo de coco pode ser a sua solução, usado como pasta de dentes.

Mito 2 – Use filtro solar

Comercializado como uma promessa contra o envelhecimento e câncer de pele, o filtro solar, na verdade, se tornou um agressor não só para as pessoas, mas também para o planeta.

Alguns desses produtos perderam a sua credibilidade e foram até proibidos em alguns países do Pacífico Asiático, além de locais como Ilhas Virgens Americanas, Key West, Flórida e Havaí.

Uma publicação no Journal of the American Medical Association, em maio de 2019, mostrou que os filtros solares são produtos facilmente absorvíveis pela pele humana. As consequências ainda não são bem conhecidas para a saúde humana, mas acredita-se que eles possam causar alteração hormonal e lesão celular que pode provocar câncer.

Antes de trocar o protetor, use protetor nenhum. É aconselhável a exposição diária ao sol, inicialmente sem proteção até que a sua pele fique rosada. Neste período, certamente estará estimulando a produção de vitamina D. No caso da pele do seu rosto, por ser mais fina e mais propensa a rugas prematuras, deve-se protegê-la precocemente.

Conheça o grande livro da saúde natural e receba hoje mesmo na sua casa

Após esse período, que varia de 20 a 40 minutos, você pode optar pelo óleo de coco. Ele é um excelente protetor solar natural fator 15, além de promover a proteção contra as queimaduras sem bloquear os raios solares. A sugestão é que você o use se ficar períodos mais curtos exposto ao sol.

No caso de você ficar exposto muito tempo ao sol e precisar usar filtro solar, o produto que aconselho é o óxido de zinco, pois não é absorvível pela pele e pode garantir proteção especialmente contra irradiação UVA.

Mito 3 – Bacon faz mal ao coração

Você sabia que bacon faz bem? Isso mesmo, esqueça tudo o que você já ouviu. Há cinco chaves do bacon que vão explicar os benefícios dele.

O bacon tem niacina, que é conhecida como vitamina B3. O nutriente protege o coração, estimula o imunológico, combate infecções e inflamações, protege os ossos e ajuda na desintoxicação.

Além disso, a gordura e o sal presente no bacon não fazem mal. A gordura do porco está entre as mais saudáveis: fortalece o corpo, dá energia e até protege o coração. 

Quanto ao sal, uma alimentação pobre no nutriente pode aumentar o seu risco de morte em mais de 500%. O sal não afeta a sua pressão arterial, a menos que você tenha problemas renais. 

Tem mais: nitratos e colesterol. Depois de consumidos, os nitratos formam o óxido nítrico, que pode proteger o coração, especialmente durante um ataque cardíaco. O óxido nítrico pode reabrir artérias obstruídas, ou seja, aumentar as chances de sobreviver a esses ataques.

Gosta da sua memória? Quer evitar o câncer? Espera ter sexo quando ficar mais velho? Então você precisa de colesterol. Sei que não é isso que você tem ouvido por aí, mas garanto que é a verdade e o bacon pode ajudar.

Então, se quer consumir bacon de forma segura e saudável, opte sempre pelo produto originado de porcos criados em pasto e preparado através de métodos tradicionais. Evite o bacon industrializado.

Mito 4 – Ômega 3 causa câncer

Pesquisas têm demonstrado que o óleo de peixe pode afastar certos tipos de câncer e melhorar desde o coração até a saúde cerebral. Um estudo feito há 30 anos na Suécia descobriu que cortar o peixe da dieta pode aumentar o seu risco de câncer de próstata em até 300%.

Se você cortar o peixe ou o óleo de peixe da sua dieta, você pode estar cometendo um grande erro, talvez um dos maiores da sua vida.

Conheça agora o Ômega Sense Pro, o suplemento do Vitaminas.vc que vai suprir toda sua necessidade de ômega 3

Se estiver pensando em colocar ômega 3 na sua suplementação – e certamente é algo que todos nós precisamos fazer – considere o óleo de krill ou ômega 3 de peixes selvagens. A suplementação sugerida é de 2 a 4g ao dia. Converse com seu médico sobre essa opção.

Mito 5 – Pare de tomar café

Se você é como a maioria das pessoas e adora uma xícara de café de manhã – mas carrega consigo uma sensação de culpa – é hora de esquecer isso. Existem muitos benefícios nesse hábito. Quem fala é a ciência.

Pessoas que tomam café têm menos risco de ter, segundos estudos, o envelhecimento precoce, diabetes tipo 2, depressão, cirrose hepática não alcoólica, doença de Parkinson, esclerose múltipla, demência e Alzheimer, câncer, doenças cardíacas e morte prematura.

E tem mais…

Há um poderoso café que vai destruir as chances de você desenvolver um quadro de Alzheimer

Os estudos são bem claros que o efeito terapêutico encontra-se no café normal, pois o descafeinado tem 97% de redução de cafeína e componentes bioativos. Por isso ele é bem menos efetivo, além de agregar possíveis carcinógenos, como o cloreto de metilo, usado no processo de descafeinização.

Ah, mas é importante não adicionar açúcar ou adoçante, certo? Se fizer isso, você perde os benefícios terapêuticos e potencializa os riscos de saúde.

Porém, café não é para todos. A intolerância à cafeína, que parece ter bases genéticas, causa uma série de sintomas desagradáveis, de ansiedade a tremores, insônia a irritação gástrica. E gestantes devem estar longe dele também, por afetar adversamente o feto.

Então, se você é tolerante à cafeína, pode tomar 4 ou 5 cafés por dia. Ele vai afastar doenças e aumentar sua expectativa de vida. 

Pedro Bezerra Souza

Pedro Bezerra Souza

5 agosto 2021

Editor

Conteúdos Relacionados