Quer receber conteúdo exclusivo e gratuito "os 6 Principais Nutrientes"?

* Não vamos distribuir seu e-mail

5 alimentos que ajudam a prevenir o câncer

Maior Menor

Um dos fatores mais importantes para a manifestação e evolução do câncer, em qualquer região do organismo, é a desnutrição.

A desnutrição não tem relação com os quilos que aparecem na balança. Principalmente as pessoas obesas apresentam carência importante nutricional, em um processo já conhecido como “fome oculta”.

Para você ter uma ideia, um estudo do Instituto Nacional do Câncer (Inca) identificou que por meio da alimentação saudável, atividade física e do controle do peso corporal, é possível evitar 28% dos casos de câncer de mama.

Além disso, a ausência de nutrientes em quantidades otimizadas provoca 3 efeitos em cascata que favorecem a evolução da doença, sendo eles:

  • As células param de produzir energia em quantidade suficiente e, desta forma, estimulam as mutações.
  • A circulação do sangue perde a magnitude, diminuindo o transporte de oxigênio para os órgãos. As células cancerígenas são as que mais sobrevivem nesta condição de falta de oxigênio, já que elas têm um metabolismo anaeróbico e não necessitam de oxigênio para sobreviver.
  • Sem nutrição, o sistema imune perde força e precisão.

Leia antes da sua próxima noite de amor

Foi descoberto um elo chocante entre sexo e câncer, que está colocando a vida de homens e mulheres com mais de 60 anos em risco.

Saiba aqui se você não está fazendo ISSO nas suas noites de amor

Se além de desnutrido, você também tem um organismo ácido e consome muitos carboidratos, as condições para o nascimento e proliferação dos tumores malignos ficam ainda mais ideais.

Apesar dos oncologistas clássicos negligenciarem a importância das vitaminas e minerais, a ciência não tem dúvida da contribuição fundamental da nutrição para prevenir, tratar e superar o câncer mesmo quando combinado com a quimio e a radioterapia.

Segundo um estudo publicado no The Journal of Urology e realizado pela West Virginia University School of Medicine com 65 pacientes constatou uma redução de 50% do tumor no grupo que recebeu altas doses de vitaminas.

Já no ensaio científico, publicado no jornal Anticancer Research, mostrou que apenas um dos nutrientes – a vitamina D3 – é capaz de reduzir em 83% o risco de câncer de mama quando está em quantidade ideal de 50 nanogramas por mililitro, avaliada por meio de exame de sangue.

Portanto, invista na diversidade, em um prato colorido e na constância do consumo de nutrientes que te favorecem.

Os 5 alimentos que ajudam a prevenir o câncer

Selemos os 11 principais nutracêuticos, que conseguem atuar em todas as fases do câncer, aliviando sintomas, fortalecendo o organismo. Alguns são ainda mais influentes e determinantes para alguns tipos de câncer do que outros. Confira aqui quais são:

Raiz de cúrcuma e pote e colher de madeira com cúrcuma em pó

Consumir cúrcuma diariamente pode reduzir em até 85% o aparecimento de um câncer

Cúrcuma, a especiaria que reduz até 85% o câncer de boca

A cúrcuma é conhecida de diversas maneiras: turmérico, açafrão-da-terra, açafrão-da-índia, raio-de-sol, gengibre amarelo, mas sua cor e sabor são inconfundíveis.

A cúrcuma, usada há centenas de anos nos pratos da Índia, é muito mais do que um tempero. Nela, existe uma substância chamada curcumina que tem inúmeras propriedades terapêuticas.

Atuando como poderoso antioxidante e anti-inflamatório, ela também já é associada ao tratamento de diversos cânceres, como o de boca.

Um estudo realizado por pesquisadores indianos e americanos analisou o efeito da curcumina em células de carcinoma oral provenientes de HPV. Mais de 85% das células doentes morreram sob ação da curcumina depois de três horas de contato.

Além disso, a cúrcuma é considerada um dos alimentos mais interessantes contra o câncer porque ela atua nas três fases da doença: bloqueia a iniciação, a promoção e a progressão.

Como ela não apresenta nenhum efeito colateral, a recomendação é que você consuma cúrcuma diariamente como tempero de legumes, ovos, arroz e até em bebidas. Se preferir, já existe no mercado a opção de consumir o alimento na forma de suplementação em cápsula.

Recomendação: 3 gramas diárias, podendo ser usada in natura ou em cápsulas.

Um prato asiático feito de alga

A alga é um dos alimentos que você deve incluir no seu cardápio

Fucoidan, a alga asiática que mata 90% das células cancerígenas

A substância encontrada em algas de cor marrom, bastante comuns em Taiwan, no Japão e na Coreia, é capaz de reduzir a inflamação dos tumores e controla a proliferação das células cancerígenas.

Um estudo feito pela University of Tasmania, na Austrália, em 2015, mostrou que uma alta dose do extrato suprimiu até 90% das células cancerígenas e o efeito sobre células sadias se mostrou insignificante.

Além de suas propriedades para combater a inflamação e os tumores, o fucoidan é um componente ativo que fomenta a síntese do colágeno em 24 horas, o que é bom também para o tratamento de ferimento.

Recomendação: 5 miligramas por dia

Coenzima Q10, mais energia e 13 vezes menos chance de metástase

Coenzima Q10 é uma molécula existente em nosso organismo (na membrana interna da mitocôndria) que é fundamental para:

  • Fornecer energia para as células
  • Atuar como antioxidante, limpando as impurezas

O fato é que a molécula também tem demonstrado benefício surpreendente para melanomas e câncer de mama.

Um estudo recente realizado na Itália demonstrou que o grupo de pacientes com melanoma suplementados com CoQ10 tiveram um risco 10 vezes menor de metástase.

A coenzima Q10 também estimula o sistema imunológico, o que é importante para quem quer prevenir ou frear o câncer.

A reposição da coenzima Q10 pode ser feita por meio do suporte nutricional, mas é sempre necessária a suplementação para sanar eficazmente o problema de sua deficiência.

Recomendação: 100 a 200 mg ao dia, podendo ser usada até em valores maiores. É melhor absorvida quando associada à vitamina e/ou ácidos graxos essenciais (ômega 3 e 6).

Alimentos que são ricos em vitamina, como kiwi, morango, laranja, tomate, brócolis, pimentão e entre outros

Os alimentos ricos em vitamina C também são uma ótima opção para prevenção do câncer

Vitamina C, aumenta a eficácia da quimioterapia e reduz a acidez do organismo

Um estudo publicado pela Academia de Ciências norte-americana verificou que quando administrada por via intravenosa em altas doses, a vitamina C produz o peróxido de hidrogênio (H2O2), que é o que mata as células cancerígenas.

O mesmo estudo mostrou também que as células saudáveis não sofreram qualquer dano por conta da vitamina C. Ou seja, não causou prejuízo ao organismo dos pacientes, diferentemente de muitas drogas e tratamentos para o câncer.

Além de exterminar as células do câncer, a vitamina C também está envolvida na síntese do colágeno, que também faz parte do tecido conjuntivo (o cimento) que une as células.

Se o colágeno do organismo for abundante e saudável, impedirá que as células do câncer invadam outros tecidos ou se expandam.

Mesmo com resultados mais promissores por meio intravenoso, é possível conseguir boas doses de vitamina C em frutas, verduras e hortaliças frescas, como:

  • Acerola
  • Goiaba
  • Kiwi
  • Laranja
  • Pimentão
  • Brócolis
  • Couve-de-Bruxelas
  • Limão

Recomendação: de 500 miligramas a 1 grama diária

Cogumelo do Sol, até vinte vezes mais eficaz no combate aos tumores

Agaricus Blazei, popularmente conhecido como Cogumelo de Deus ou Cogumelo do Sol, ficou famoso mundialmente nos anos 1970 por sua forte associação com os baixos índices de doenças entre os idosos de Piedade, no interior de São Paulo.

As duas principais formas de atuação dele é no aumento da resposta imune e na inibição direta da angiogênese, o processo pelo qual os tumores cancerígenos formam novos vasos sanguíneos para se alimentar.

Estudos mostram que o Agaricus pode ser benéfico no tratamento de vários tipos de câncer, como:

  • Carcinoma hepatocelular
  • Leucemia
  • Câncer de Próstata
  • Câncer de Ovário
  • Câncer de Pulmão

A eficácia do cogumelo no câncer ocorre devido ao alimento estimular o sistema imunológico, especialmente as células chamadas de natural killer (exterminadoras naturais), que induzem à apoptose (suicídio das células comprometidas).

Recomendação: para extrato seco, a dosagem recomendada é de 40 gramas diárias.

Além de incluir todos os alimentos citados acima no seu dia a dia, também é necessário adquirir novos hábitos saudáveis para a prevenção de câncer de forma natural.

Se você gostou de conhecer os 5 alimentos que podem prevenir o câncer, compartilhe e deixe a sua opinião nos comentários.

[Exemplar Grátis] As 67 Curas Naturais Reveladas

Tudo o que a Indústria Farmacêutica vem te escondendo sobre curas naturais foi finalmente revelado.

Está tudo nas 400 páginas do Atlas da Saúde Natural. São 67 soluções para prevenir, tratar e até reverter Pressão Alta, Diabetes, Impotência e Alzheimer sem remédios.

Apenas aqui você consegue pegar seu exemplar físico gratuito (garanta o seu antes que acabe o estoque).