Quer receber conteúdo exclusivo e gratuito "os 6 Principais Nutrientes"?

* Não vamos distribuir seu e-mail

5 alimentos que ajudam a prevenir o câncer de próstata

novembro-azul
Maior Menor
Carlos Schlischka

Especialista: Carlos Schlischka

Médico Especialista em Saúde Integrativa

CRM: 14.558/SP

12 novembro 2019

Dr. Carlos Schlischka é formado pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro, tem mestrado pela USP-RP e quase 35 anos de prática clínica. Especialista em Medicina Regenerativa e Acupuntura, além de um grande estudioso nos campos da Nutrição e da Fitoterapia

Novembro está colorido de azul no calendário pois, durante todos os outros meses do ano, os homens insistem em fugir da raia e não falar desta questão. E por descuido, ficam no alvo do câncer de próstata, a doença que supera o câncer de mama em número absoluto de casos no Brasil. Por ano, são 68.800 novas vítimas, conforme projeta Instituto Nacional do Câncer (Inca).

São oito casos de câncer de próstata registrados por hora só no Brasil, um terço deles detectado em estágio avançado com menos possibilidade de intervenções terapêuticas para a cura.

Mas antes que você cogite deixar os cuidados com a saúde da próstata apenas para o 30 dias azulados, aproveito também para compartilhar o que as pesquisas científicas têm revelado sobre a prevenção da doença com informações práticas, mas nem sempre lembradas pelas campanhas preventivas.

O exame de toque NÃO te protege de verdade do câncer

Os exames deveriam ser exclusivos para quem tem histórico na família ou apresenta sintomas relacionados ao câncer de próstata.

E não serem tratados como a única – nem a melhor – forma de prevenção de uma doença. Porém, o que acontece é justamente o contrário: a campanha incentiva todo e qualquer homem com 40 anos ou mais a fazer esse teste.

Não importa se ele sente algo ou não, se é de fato propenso a ter câncer ou não.

um médico segurando a fita azul, um símbolo das campanhas do Novembro Azul

Cuidado: o exame de toque pode não ser a melhor alternativa para prevenir o câncer de próstata

“Mas que mal tem detectar uma doença? Isso não deveria ser positivo?”, você deve estar se perguntando. A minha resposta é: até deveria, mas não é.

É importante que saiba que o diagnóstico precoce do câncer de próstata tem três graves problemas.

  • Fato #1: Não diminui o seu risco de morte

Pesquisas como a da Universidade de Oxford já revelaram que a taxa de sobrevivência de homens recém-diagnosticados é praticamente igual àqueles que receberam o diagnóstico tardio.

  • Fato #2: Os exames são imprecisos

Tanto o exame de toque quando o de sangue para PSA – outro indicador da doença – não diferenciam cânceres graves e mortais… de cânceres que cresceriam lentamente e não viriam a matar.

  • Fato #3: Falsos positivos

A má interpretação do toque e dos níveis de PSA – que, se estiver algo, pode sinalizar inflamação ou hipertrofia – já fez com que milhares de pacientes sofressem tratamentos intensos para tratar um câncer fictício.

Não bastasse tudo isso, caso haja a suspeita, os médicos vão lhe pedir uma biópsia, um procedimento que consiste na retirada de pequenos pedaços da próstata com uma agulha longa inserida no reto.

Além de invasivo e desagradável, os efeitos colaterais são assustadores, podendo provocar sangramentos, febre, infecção, retenção urinária e disfunção erétil. Ou seja, você pode acabar passando por um processo difícil, arriscado e traumático… e desnecessário.

Olha como essa próstata diminuiu

Se você jé homem e já passou dos 50, precisa conhecer esse método que combate o inchaço da próstata e todos os seus problemas: sensação de aperto, idas infinitas ao banheiro…

Ela é totalmente natural, não envolve remédios e eu mostro aqui neste vídeo.

Se você ainda acha que passar por tudo isso faz parte do processo de se proteger da doença, é meu dever te dizer: existe uma outra alternativa mais efetiva e branda para prevenir ou até reverter o câncer de próstata.

Quero te apresentar hoje recomendações específicas para a saúde da próstata e desconhecidas por boa parte dos homens.

Afinal, quase não se fala sobre o tema e poucos sabem até qual sua função no organismo. E quando se fala sobre… bem, a conversa quase sempre gira em torno do polêmico toque, fazendo com que muitos enfrentem situações graves em silêncio, munidos de pouca ou nenhuma informação.

Esse é mais um desserviço da campanha Novembro Azul, que poderia estar colocando esforços para divulgar o que efetivamente previne, em vez de bater na tecla da importância de um exame que não te ajuda em nada a combater as doenças da próstata.

5 alimentos que ajudam a prevenir o câncer de próstata

Sabendo que a alimentação é um dos pilares de proteção a todos os tipos de doenças, inclusive câncer, separei cinco alimentos e nutrientes já abordados em ensaios científicos, que são efetivos para proteger a próstata.

Café

Uma dieta saudável, com a quantidade ideal de nutrientes, inclui o cafezinho para quem deseja proteger a próstata, conforme um estudo de Harvard.

um xícara de café e alguns grãos de café espalhados sobre a mesa

Café contém substâncias que podem reduzir a inflamação da próstata

Isso porque o café contém muitos compostos benéficos que atuam como antioxidantes, reduzem a inflamação e regulam a insulina. Três xícaras por dia mostrou ser a dose ideal, conforme análise feita nas pesquisas que envolveram 47 mil pacientes.

Vitamina D

A atividade anti-inflamatória conduzida pela vitamina D, conseguida por meio de exposição ao sol ou via suplementação, é uma das explicações para esta substância estar associada a um menor risco de câncer de próstata conforme a revisão de 26 estudos publicada no jornal American Public Health Association.

Tomate e alimentos avermelhados

O licopeno, substância responsável pela coloração do tomate, mamão, goiaba e frutas vermelhas, é apontado como um dos responsáveis por reduzir em até 18% o risco de próstata, conforme ensaio científico feito pelas Universidades Cambridge, Oxford e Bristol.

uma bacia de tomate sobre uma mesa de madeira

Você sabia que tomate é um dos alimentos que ajudam a prevenir o câncer de próstata?

A quantidade ideal é de, em média, quatro ou cinco frutas e legumes por dia. Já se sabe que o conjunto de nutrientes, no entanto, é ainda mais efetivo para a proteção.  A dica é deixar o prato com ao menos 5 cores.

Zinco

O zinco é um dos nutrientes essenciais para o homem, a começar pela proteção prostática. Ele está relacionado com quase toda função estrutural do nosso corpo e é essencial para a função neurológica e a função reprodutiva.

A sua deficiência pode ter um sério impacto e causar queda na testosterona, problemas de pele, diarreia, comprometimento de cicatrização, queda de cabelo, alteração da sensação de paladar, apetite reduzido, cegueira noturna, edema, opacificação da córnea, e até mesmo distúrbio de comportamento.

Estudos sugerem que a suplementação de 10 a 15 mg/dia de zinco conferem proteção à próstata. Prefira a suplementação de zinco picolinato ou citrato.

Importante: sempre que você suplementar zinco, associe com a suplementação de cobre, para não causar desequilíbrio e consequências desfavoráveis para a sua saúde. Neste caso, suplemente na proporção de 10 mg de zinco para 1 mg de cobre. Se você suplementar 15 mg de zinco, suplemente 1,5 mg de cobre.

Selênio

Em um estudo, realizado em Harvard, comparativo entre homens que suplementavam selênio e outro grupo controle que não, descobriu-se que os homens que receberam mais selênio tinham próstatas mais saudáveis.

No The Netherlands Cohort Study, que analisou quase 60.000 homens, os que tinham mais alto níveis de selênio tiveram o menor risco de câncer de próstata. E mesmo na presença do câncer, o selênio atuou como protetor.

As melhores fonte alimentares para o selênio são carnes de animais criados a pasto, ovos, alho, peixes e castanha do Pará. A literatura recomenda a suplementação de selênio nas dosagens de 100 a 200 mcg por dia.

Pílula do Homem: O real alívio da próstata

Você já ouviu falar dessa substância natural que lhe dá um jato forte para que você possa esvaziar a sua bexiga por completo?

Com apenas duas doses por dia, você recupera suas noites de sono e de prazer e ainda se protege do câncer de próstata.

Saiba aqui qual é esta pílula que vem causando furor entre médicos e pesquisadores europeus.

Carlos Schlischka

Especialista: Carlos Schlischka

Médico Especialista em Saúde Integrativa

CRM: 14.558/SP

12 novembro 2019

Dr. Carlos Schlischka é formado pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro, tem mestrado pela USP-RP e quase 35 anos de prática clínica. Especialista em Medicina Regenerativa e Acupuntura, além de um grande estudioso nos campos da Nutrição e da Fitoterapia