10 formas de ter saúde em São Paulo

Maior Menor

Amanhã, dia 25 de janeiro, é o aniversário de 464 anos de São Paulo, cidade onde mora a Jolivi, que abraçou a mim e minha história e que amplia toda e qualquer experiência.

A data não passa batida para as 12 milhões de pessoas que moram na cidade que, além de desfrutar de um feriado no meio da semana, passam o dia tentando encontrar um motivo para amar a megalópole em meio a tanto caos.

É possível cultivar saúde entre tanta poluição, seja ela do ar, das águas, visual ou sonora, trânsito, estresse e más notícias?

Pensando nisso, decidi fazer uma lista com 10 dicas para que você seja mais saudável – e feliz – morando em São Paulo ou em qualquer grande cidade, pois eu sei que você, leitor da Jolivi, pode estar em qualquer lugar do mundo.

Caso você tenha iniciado sua experiência com a Jolivi há pouco tempo, eu sou o Dr. Leonardo Aguiar, médico da saúde natural, e estou à frente de dois programas da Jolivi:

– O Dossiê Saúde Essencial, em que construo, em parceria com outros especialistas, conteúdos para que você entenda e saiba que há caminhos além dos medicamentos para as doenças que mais assustam;

– E também estou à frente do Golden Six uma série completa para que você possa eliminar, de uma vez por todas, as causas da diabetes.

Estamos aqui para te ajudar a encontrar a sua saúde verdadeira. Pois, vamos às minhas dicas.

Espero que você goste, coloque em prática e seja mais saudável.

Está gostando desse artigo?
Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos sobre saúde natural
Receba Já

*Não vamos distribuir seu e-mail

1. Caminhar em São Paulo

Caminhe pelas principais avenidas da sua cidade e descubra suas qualidades e atrações. A avenida mais famosa da cidade de São Paulo, por exemplo, a Avenida Paulista, tem 2,8 quilômetros de extensão. Você também pode andar pelo centro a pé.

Em São Paulo, por exemplo, às vezes perdemos tempo fazendo as chamadas baldeações entre linhas do metrô de cores diferentes e, pela rua, as estações estão bastante próximas, como a São Bento e Sé, por exemplo, e o caminho pode ser cheio de descobertas. Coisas que você não veria de dentro de um vagão.

A caminhada pode contribuir para reduzir processos inflamatórios e para preservar as funções cerebrais e pancreáticas.

2. Ande de bicicleta

SP tem muitas ciclovias, seja no meio da cidade e até na Marginal Pinheiros, longe do trânsito.

A bicicleta reduz o sedentarismo e os riscos a doenças crônicas não-transmissíveis.

Um projeto chamado SABE (Saúde, bem-estar e envelhecimento) e organizado pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e publicado em 2005, ouviu 2.143 pessoas acima de 60 anos e 53,3% desses idosos apontaram ser hipertensos.

Tanto a caminhada, como andar de bicicleta, são exercícios aliados do combate à hipertensão.

são paulo bicicleta

3. Pastel da feira?

Você pode até comer uma vez por semana.

Mas, só vale comer pastel, se você comprar e comer, ao longo de toda a semana, as verduras, frutas e legumes que estão à venda nas feiras. Você pode substituir o pastel de feira semanal pela água de coco da feira, que tal? Ou, então, adote esse mantra: mais frutas, menos fritura.

Se quiser um guia para comprar comida saudável, acesse aqui.

4. Medite 

Na sua casa ou no lugar que você preferir.

A meditação auxilia no combate ao estresse, que é muito comum nas grandes cidades.

Você pode substituir, por exemplo, 30 minutos nas redes sociais, por 30 minutos de meditação.

Garanto que os benefícios serão maiores para a sua saúde.

Para mim, a respiração é um dos mais importantes indicadores da nossa saúde e indica a nossa consciência em relação ao nosso corpo. E quanto maior a qualidade da nossa respiração, maior a oxigenação do nosso sangue e da nossa qualidade de vida.

5. Tome café

Ele pode ser o seu aliado em dias de jejum intermitente, por exemplo, porque é uma das bebidas 100 por cento liberadas para quem está jejuando.

Você sabia que o café também é considerado um afrodisíaco? Isto porque ele produz estados positivos de humor, libera endorfinas, fornece energia e aumenta a resistência física.

Mas, por outro lado, o café pode estimular o aumento do estresse. Então, tome cuidado ao exagerar no café em dias de estresse.

são paulo café

6. Visite os parques

Ao menos uma vez por semana. Eles podem oferecer o oxigênio limpo que você não respira estando no trânsito e dentro de escritórios com ar-condicionado todos os dias da semana.

Em São Paulo, há parques espalhados por todas as regiões da cidade.

No centro temos, por exemplo, o Parque Buenos Aires e as árvores da Praça da República e até um no meio da Paulista, o Parque Trianon.

Na zona norte, temos o Centro Esportivo Tietê e o Parque da Cantareira (atenção para as campanhas contra a febre amarela).

Na zona sul, você pode conhecer o Parque Burle Marx e o Ibirapuera, o mais famoso da cidade, também está na região.

Na zona oeste temos o Parque Villa-Lobos e, na zona leste, temos o Parque do Tietê e o Parque do Carmo.

Estes são só alguns dos parques de São Paulo.

7. Beba água

Tomar 2 litros de água equilibra o seu organismo e evita o desenvolvimento de doenças.

Encontre águas com PH entre 7 e 10.

De preferência, adquira sua água em garrafa de vidro. Isso porque as garrafas de plástico liberam bisfenol A. O

bisfenol A é tão prejudicial à saúde quanto a poluição, por exemplo, porque é um desregulador hormonal.

Está gostando desse artigo?
Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos sobre saúde natural
Receba Já

*Não vamos distribuir seu e-mail

8. Fuja dos fast food

Ter preguiça de cozinhar depois de horas no trânsito é comum. Por isso, encontre restaurantes perto da sua casa ou do seu trabalho que ofereçam comidas mais saudáveis, quase caseiras. Lanche e glúten não são as únicas opções para comida rápida. Meus lugares preferidos de comida saudável e que estão próximos à Jolivi são: o restaurante Bio, do Alex Atala, o bar Madureira e o Club Life to Go, além da Frutaria São Paulo.

9. Conheça os mercados municipais

As grandes cidades geralmente têm ao menos um mercado municipal. Em São Paulo, há muitos deles pelos bairros.

Nesses lugares, você tem a oportunidade de conhecer e sentir o cheiro de novas frutas e adotá-las ao seu cardápio.

Você já ouviu falar, por exemplo, do mangostim (ou mangostão). Ela é mais uma superfruta – como o açaí que já está bastante difundido.

Um estudo em conjunto entre a Universidade de Mahidol, da Tailândia e Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, comprovou que a fruta tem efeito anti-inflamatório e antioxidante e suas propriedades podem ser utilizadas no combate à obesidade e resistência insulínica.

10. Faça uma pesquisa e encontre o ponto de venda de castanhas e sementes mais barato da sua cidade

Aqui em São Paulo, este lugar é conhecido como zona cerealista. Lá, eu sempre compro as mais variadas castanhas por um preço muito mais barato do que em qualquer outro lugar da cidade.

Chamadas sementes oleoginosas, as nozes, castanhas, pistaches e amêndoas são consideradas alimentos contra a diabetes, porque possuem baixo índice glicêmico e alto teor de fibras.

são paulo castanhas

Últimos recados antes de curtir São Paulo

Nunca perca a capacidade de encantamento e envolvimento com o que as metrópoles têm a oferecer.

E se você quiser saber mais sobre como pode ser simples e natural prevenir e combater as doenças que mais acometem os brasileiros, conheça o Dossiê Saúde Essencial.

Ou ainda, se o seu médico te diz que não há como tratar a sua diabetes com possibilidades que vão além dos medicamentos, te convido a experimentar o Golden Six.

Por último, para ter mais informações saudáveis, siga a página do Facebook da Jolivi aqui.

Aproveite São Paulo. Aproveite a sua cidade. Aproveite a vida!

Gostou desse artigo?
Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos sobre saúde natural
Receba Já

*Não vamos distribuir seu e-mail

Insira seu e-mail e receba nossos conteúdos gratuitos sobre saúde natural: